Seminário vai debater situação socioeconômica e políticas públicas para Porto da Folha


Aracaju, 24 de maio de 2017

 

 

Debater a situação socioeconômica, ambiental e as políticas públicas previstas para o desenvolvimento de Porto da Folha, com o objetivo de implementar programas, projetos e ações que promovam a inclusão social. Esse é o propósito do seminário que será realizado nessa sexta-feira, dia 26, no município de Porto da Folha, através de um requerimento apresentado pelo deputado federal João Daniel (PT) à Comissão de Agricultura e Desenvolvimento Rural (CAPADR) da Câmara.

 

O seminário será realizado, a partir das 9 horas, no Sindicato das Trabalhadoras e Trabalhadores Rurais do município, localizado na rua Ex-combatente Pedro Alves da Rocha, 575. O evento atende a uma demanda dos movimentos sociais organizados. O deputado João Daniel destacou a importância de Porto da folha, município que possui a única comunidade indígena de Sergipe, os Xokós, localizados na Ilha de São Pedro. Para ele, apesar do crescimento econômico, motivado pelo setor do comércio impulsionado pela atividade agropecuária e pelo turismo, há essa demanda dos movimentos em debater os vários aspectos que envolvem a situação do município.

 

“Nosso objetivo é fazer um grande debate, ouvir as demandas, abrir para propostas que contem com a participação da comunidade e também das entidades e dos representantes de órgãos governamentais convidados para este seminário”, destacou o deputado João Daniel.

 

Entre os movimentos e órgãos convidados para o seminário estão a Federação as Associações Comunitárias dos Produtores Rurais de Porto Folha (Feacon), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento Pequenos Agricultoras (MPA), Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR), Pastoral da Juventude, Ministério do Meio Ambiente, Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Fundação Nacional do Índio (Funai), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – (Embrapa), Secretaria de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural (Seagri), Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides) e Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh).

 

Por Edjane Oliveira, da Assessoria de Imprensa