João Daniel registra assinatura dos Planos Intermunicipais de Resíduos Sólidos em Sergipe


Aracaju, 16 de fevereiro de 2017

A assinatura da homologação dos Planos Intermunicipais de Resíduos Sólidos do Estado de Sergipe, ocorrida na última terça-feira, dia 14, no Palácio de Despachos, em Aracaju, foi registrada pelo deputado federal João Daniel (PT/SE), em discurso feito na sessão da Câmara desta quinta-feira, dia 16. O parlamentar, que esteve presente ao ato, juntamente com o governador Jackson Barreto, o secretário de Estado do Meio Ambiente, Olivier Chagas, e toda equipe do governo, ressaltou a importância dessa homologação.

 

João Daniel lembrou que uma das grandes reivindicações dos municípios era a criação desse plano, articulado e organizado pela Secretaria Estadual do Meio Ambiente. “Tenho certeza absoluta de que Sergipe caminha para ser um dos Estados que apresentam soluções concretas para o Brasil em relação a esse grave problema da destinação dos resíduos sólidos, dos lixões. Com esse compromisso, o Governo do Estado e a Secretaria do Meio Ambiente vão possibilitar aos municípios buscar recursos junto ao governo federal e às instituições financeiras”, destacou.

 

Para a elaboração do Plano Estadual de Resíduos Sólidos de Sergipe o governo estadual investiu R$ 2,3 milhões. Com a sanção dos planos, os 75 municípios terão condições efetivas, através dos consórcios regionais, de captação de recursos para fazerem os seus aterros. Os planos de consolidação dos resíduos sólidos possibilitarão aos municípios captar recursos junto ao BNDES, à Caixa Econômica Federal, Ministério do Meio Ambiente, Ministério das Cidades, para fazer seus projetos de aterro.
Serão quatro projetos, que contemplam o Agreste, o Centro Sul, o Baixo São Francisco e a Grande Aracaju, englobando todos os municípios do estado. Com isso, ressaltou o deputado, Sergipe está mais uma vez na vanguarda, consolidando em sua legislação ambiental ferramentas para solucionar os problemas dos lixões. “Quero parabenizar o governo, toda a equipe da Semarh, sob a coordenação do secretário Olivier, a participação da sociedade civil, do Ministério Público Federal e Estadual, em nome da dra. Lívia Tinôco, enfim a todos”, finalizou João Daniel.

 

Por Edjane Oliveira, da Assessoria de Imprensa

Foto: Márcio Garcez