João Daniel participa de mobilizações contra as reformas da Previdência e Trabalhista


Aracaju, 22 de fevereiro de 2017

 

Em ato público promovido pelo Fórum Interinstitucional em Defesa do Direito do Trabalho e da Previdência Social (FIDS), nesta quarta-feira, dia 22, o deputado federal João Daniel (PT/SE) voltou a alertar que, nesse momento em que se discute reformas, o que está em jogo no país não é apenas a Previdência, mas a desconstrução da nação brasileira construída nos governos progressistas e populares dos últimos 13 anos, pelo governo Lula e Dilma Rousseff. O parlamentar ressaltou que é preciso o povo brasileiro ir às ruas e exigir dos congressistas o mínimo de respeito e dignidade ao povo brasileiro.

 

Ao saudar os participantes do ato, realizado no auditório Nereu Ramos, na Câmara, João Daniel parabenizou a presença da Confederação dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) nesse Fórum e destacou a importância da construção do campo unitário dos trabalhadores e trabalhadoras do campo no Brasil. Para ele, isso poderá fazer a diferença nesse golpe continuado que iniciou com a retirada da presidenta Dilma e depois com a aprovação da PEC 55 – que congela pelos próximos 20 anos os investimentos em setores básicos no país – e agora com as reformas Trabalhista e da Previdência, além do projeto de lei da terceirização.

 

O ato realizado pelo Fórum Interinstitucional em Defesa do Direito do Trabalho e da Previdência Social teve como objetivo mostrar a indignação das instituições com as reformas apresentadas pelo governo federal, sem que haja diálogo com a população e sem transparência, e chamar a atenção da sociedade e dos parlamentares quanto aos graves efeitos caso elas sejam aprovadas pelo Congresso Nacional. Várias entidades e instituições compõem o Fórum, entre elas o Ministério Público do Trabalho, a Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho, as centrais sindicais CUT, UGT, CGTB, CSP Conlutas, Central dos Sindicatos Brasileiros, Sindicato dos Bancários de São Paulo, Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, de São José dos Campos, de São Bernardo do Campo e de Mogi das Cruzes, entre diversas outras entidades e instituições.

 

Mobilização

Na manhã de terça-feira, o deputado participou da reunião da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos da Classe Trabalhadora, quando debateu a Reforma Trabalhista e vários outros projetos que retiram direitos da classe trabalhadora. “Vivemos um momento muito grave no nosso país, onde esse governo golpista, a cada dia, trabalha com o único intuito de prejudicar os trabalhadores e trabalhadoras do nosso país”, disse.

 

No próximo dia 15, será realizada uma grande Marcha das Centrais. “Através da Frente vamos realizar um amplo trabalho de conscientização e mobilização, além de apresentação de requerimentos para emendas. Devemos montar comitês regionais nos Estados, propor em conjunto com as centrais, caso exista, se inserir, se não, propor”, acrescentou.

 

Por Edjane Oliveira, da Assessoria de Imprensa