João Daniel homenageia Emdagro pelos 55 anos de existência e apela para a realização de concurso


Aracaju, 27 de abril de 2017

 

 

Técnicos da Emdagro prestando assistência técnica a trabalhadores rurais sergipanos

A Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro) completou, esta semana, 55 anos de existência. No plenário da Câmara e na Comissão de Agricultura e Desenvolvimento Rural da Casa, o deputado federal João Daniel (PT/SE) fez questão de prestar homenagem à empresa e a seus servidores que trabalham na assistência técnica e extensão rural pública em Sergipe. O parlamentar destacou a história de compromisso da Emdagro com o Estado e a importância do serviço prestado por seus profissionais no atendimento aos trabalhadores rurais, assentados e quilombolas. “A Emdagro tem uma longa história na economia e na agricultura de Sergipe que orgulha não só os trabalhadores rurais, mas também toda sociedade sergipana”, destacou João Daniel.

 

Vinculada à Secretaria de Estado da Agricultura e do Desenvolvimento Rural (Seagri), a Emdagro é responsável por contribuir para o fortalecimento da agricultura familiar e expansão da agropecuária do Estado de Sergipe, atuando nas áreas da assistência técnica e extensão rural, pesquisa, defesa agropecuária e ações fundiárias, para assegurar o desenvolvimento sustentável e o bem estar da sociedade. A empresa está presente em todos os 75 municípios do Estado, através de 34 escritórios locais, quatro escritórios regionais, três centros de treinamentos, três estações experimentais, cinco postos de fiscalização agropecuária em fronteiras, além da sede em Aracaju.

 

João Daniel lembrou que, ao longo desses 55 anos de existência, muitos governos que passaram tentaram enfraquecer a Emdagro, mas a empresa sempre esteve aliada aos trabalhadores do campo, aos assentados da reforma agrária, às comunidades quilombolas e aos produtores rurais em geral. “Portanto, é uma empresa que tem raiz e profunda ligação com todos os trabalhadores e trabalhadoras, e por ela passaram grandes homens, a exemplo do saudoso Rosalvo Alexandre”, disse.
O deputado lembrou que, apesar das dificuldades financeiras atravessadas pelos governos, a Emdagro deu continuidade à execução das políticas públicas direcionadas aos agricultores familiares e demais produtores rurais do Estado, através de diversos programas, projetos e ações. João Daniel também parabenizou os pesquisadores da Emdagro, que têm desenvolvido importantes pesquisas, que nem sempre a sociedade conhece – algumas em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

 

Concurso

Ao ressaltar a importância da Emdagro para o Estado de Sergipe, o deputado João Daniel falou da necessidade que o governo do Estado realize um concurso público para a empresa, com o objetivo de melhor estruturá-la. Ele disse que sabe das dificuldades que o governo tem enfrentado, mas que com esforço e envolvimento dos funcionários é possível vencê-las. “Por isso vamos, juntamente com o líder da bancada do governo na Assembleia, deputado Francisco Gualberto, a Assembleia, nosso mandato e toda bancada, solicitar ao governador, que tem compromisso com a história da Emdagro e seus servidores, que possa trabalhar no sentido de que seja realizado esse concurso”.

 

João Daniel com representantes da Diretoria do Sindicato dos Trabalhadores da Emdagro, em Brasília

Ele acrescentou que essa é uma necessidade urgente, pois há um número grande de funcionários que já deram sua contribuição à empresa e estão em fase de aposentadoria. “Por isso precisamos renovar essa empresa com concurso público para técnicos, agrônomos, engenheiros e em todas as áreas em que ela atua”, completou. Na última quarta-feira, a Diretoria do Sindicato dos Trabalhadores da Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Sergipe esteve em Brasília, quando se reuniu com o deputado João Daniel. representado pelo presidente Paulo Alves Filho; o vice-presidente Xerxes Santos Furtado; o diretor de Política Sindical, Carlos Cézar Santana Valadares; o diretor Jurídico, José Néviton Santos Melo; e o diretor de Comunicação, Erinaldo Pereira dos Santos.

 

“Gostaríamos de parabenizar todos os funcionários e funcionárias da Emdagro e saudar também o presidente Jefferson Feitosa e seus diretores em nome de Gismário Nobre, diretor Técnico, por essa data”, disse. João Daniel também assumiu, publicamente, que quer apoiar esta empresa com emenda individual 2017/2018 para projeto, do qual já recebeu proposta da Diretoria Técnica. “Queremos conclamar também os Territórios da Cidadania para que possam trabalhar futuramente uma emenda de bancada para agricultura familiar de Sergipe, no sentido de estruturar essa empresa”, disse o deputado João Daniel.

 

A empresa

Instituída em 1962, a empresa tinha como objetivo implantar em Sergipe, o serviço de Assistência Técnica e Extensão Rural, vindo a receber naquela época, o nome de Ancar-SE. Criada em 1962, a Ancar-SE foi transformada na Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-SE) em 1976. Em 1991, por sua vez, a Emater-SE foi transformada em Emdagro. Através de suas principais linhas de ação: Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), Defesa Sanitária Animal e Vegetal, Regularização Fundiária e Pesquisa Agropecuária, foram assistidos, beneficiados e atendidos diversos segmentos dos produtores rurais, com prioridade para os agricultores familiares, com o apoio e aporte de recursos oriundos das esferas federal, estadual e próprios.
No exercício de 2016, foram beneficiados, assistidos e atendidos diretamente, 29.744 produtores rurais e 7.202 trabalhadores rurais, nos 75 municípios do Estado, ambos os dados sem repetição; 326 organizações formais e informais de agricultores e agricultoras rurais; com atuação direta e sistemática em 598 comunidades rurais, através de diversas ações de políticas públicas definidas pelos governos federal e estadual.
Nesse ano, a Emdagro deu prosseguimento à execução de uma Chamada Pública, denominada Chamada da Sustentabilidade, prestando serviços de assistência técnica e extensão rural a 1.760 agricultores familiares em três dos quatro Territórios da Cidadania em Sergipe, quais sejam: Sertão Ocidental, Sul Sergipano e Alto Sertão Sergipano.
Através do Programa Nacional de Apoio à Agricultura Familiar (PRONAF), no exercício de 2016, foram desenvolvidas diversas ações, prestando-se assistência/atendimento direto a 29.744 agricultores familiares em todos os municípios do Estado.

 

Por Edjane Oliveira, da Assessoria de Imprensa