Contra reformas: João Daniel parabeniza mobilizações por todo país


Aracaju, 15 de março de 2017

 

 

No dia que o país parou para protestar contra as reformas propostas pelo governo Michel Temer, o deputado federal João Daniel (PT/SE) parabenizou o movimento sindical e social que se mobilizou em todo país para dizer não a este governo e às reformas da Previdência e Trabalhista que estão tramitando na Câmara. Na manhã dessa quarta-feira, dia 15, o parlamentar participou do ato que aconteceu no Ministério da Fazenda.

 

“Todo o movimento sindical, combativo, que não se rendeu ao golpe deste governo, está nas ruas do país inteiro na defesa, mais do que nunca, do Brasil, na defesa do povo brasileiro, na defesa da Constituição de 1988, feita por esta Casa e tida como uma Constituição Cidadã”, disse João Daniel. Ele acrescentou que está acompanhando os atos que estão acontecendo nas capitais de todo o Brasil. “Parabenizo o movimento sindical, popular, a Via Campesina, que também, no nosso Estado de Sergipe, hoje está realizando mais um dia de mobilização”, acrescentou.

 

Na avaliação do deputado, a reforma da Previdência e a reforma Trabalhista é a volta ao tempo em que os trabalhadores não tinham direito e que o povo brasileiro não tinha a quem recorrer. “Em um momento de crise, de desemprego, o Governo traz para esta Casa, apenas para o povo brasileiro e para os mais pobres, PECs que mudam a nossa Constituição e que vão, sim, retirar conquistas, direitos e enfraquecer todo o movimento sindical, enfraquecer a classe trabalhadora”, disse.

 

João Daniel ressaltou que em todos os lugares do mundo esse projeto de retomada neoliberal a serviço do grande capital foi derrotado. “Não podemos aceitar. Este governo, com essas medidas, está trazendo um prejuízo histórico para o povo do campo e da cidade. Os trabalhadores rurais e os trabalhadores urbanos precisam estar na rua”, disse, ao parabenizar todos que estão nas ruas, de cabeça erguida na luta contra a reforma da Previdência e contra a reforma Trabalhista.

 

Por Edjane Oliveira, da Assessoria de Imprensa