Notas de esclarecimento sobre o episódio da Superintendência da Caixa Econômica Federal em Sergipe


 

O boletim eletrônico do mandato do deputado João Daniel (PT) divulga hoje as notas de esclarecimento do Partido dos Trabalhadores (PT) e do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), sobre o episódio das denúncias contra a Superintendência da Caixa Econômica Federal em Sergipe. Confira na íntegra:
Nota de esclarecimento do  Partido dos Trabalhadores
As Lideranças e a Executiva do Partido dos Trabalhadores em Sergipe (PT/SE), abaixo assinadas reafirmam as informações publicadas na última segunda feira, 06, em nota pública divulgada à imprensa. Na ocasião, esclarecemos a população sergipana, que já solicitou ao presidente da Caixa Econômica Federal (CEF) a divulgação dos reais motivos da substituição do Dr. Luciano Pimentel da Superintendência do órgão em nosso Estado.

É do conhecimento de todos que deputados que compõem a base de apoio e de oposição ao governo do Estado, manifestaram no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe, da Câmara Federal e nos meios de comunicação e redes sociais, suas insatisfações com a condução operacional da Caixa Econômica em relação ao Programa Nacional de Habitação Rural no Estado de Sergipe.

Esclarece que em nenhum momento, o presidente do Partido dos Trabalhadores e nenhum membro da executiva estadual mantiveram contato com a ministra Idely Salvatti e com nenhum dirigente da CEF, para tratar sobre substituição de nenhum dirigente deste órgão em Sergipe.

Todos sabem o compromisso do Partido dos Trabalhadores com a manutenção da aliança que elegeu o governador Marcelo Déda, o atual governador Jackson Barreto e o Senador Antônio Carlos Valadares, em 2010. O mesmo compromisso foi demonstrado e ratificado com o apoio ao deputado federal Valadares Filho do PSB, que disputou a prefeitura de Aracaju em 2012 e obteve 37% dos votos válidos. Isso custou ao Partido dos Trabalhadores a retirada da pré-candidatura vitoriosa nas prévias partidárias em nome da unidade. Portanto, o Partido dos Trabalhadores e seus dirigentes, jamais patrocinariam qualquer ato que colocasse em risco a unidade desse bloco. Devemos esclarecer que não estamos disputando nenhum cargo em órgãos do governo federal. O nosso compromisso é com a manutenção do projeto de unidade que tem ajudado a transformar Sergipe e o Brasil.  
 
 
LIDERANÇAS DO PT

MARIA TELES – SECRETÁRIA ESPECIAL DE MULHERES

SILVIO SANTOS – SECRETÁRIO CHEFE DA CASA CIVIL

JOÉLIA SANTOS – SECRETÁRIA DE ESTADO DA SAÚDE
GENIVAL NUNES – SECRETÁRIO DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE
MARISA RAMOS – SECRETÁRIA ADJUNTA DE ESTADO DO MEIO AMBIENTE
ELOISA GALDINO – SECRETÁRIA DE ESTADO DA CULTURA
CHICO BUCHINHO – SUB SECRETARIO ESTADO DA ARTICULAÇÃO POLÍTICA E RELAÇÕES INSTITUCIONAIS
LUIZ EDUARDO OLIVA – SECRETARIO DE ESTADO DOS DIREITOS HUMANOS
JEFERSON FEITOSA – PRESIDENTE DA EMDAGRO
ANTÔNIO SERGIO FERRARI – PRESIDENTE DA DESO

DEPUTADOS ESTADUAIS

ANA LÚCIA VIEIRA
CONCEIÇÃO VIEIRA
FRANCISCO GUALBERTO
JOÃO DANIEL

EXECUTIVA DO PARTIDO DOS TRABALHADORES

ROGÉRIO CARVALHO – PRESIDENTE
EVANDRO GALDINO – VICE PRESIDENTE
OLIVIER CHAGAS – VICE PRESIDENTE
ALISON TADEU GAMA BRITO – SECRETÁRIO DE ORGANIZAÇÃO DO PT
ROSANGELA SANTANA – SECRETÁRIA DE FINANÇAS E PLANEJAMENTO
THIANE ARAUJO – SECRETÁRIA DE COMUNICAÇÃO
RÔMULO RODRIGUES – SECRETÁRIO DE ASSUNTOS INSTITUCIONAIS
ESMERALDO LEAL – SECRETARIA AGRARIA
MONICA SILVEIRA – SECRETARIA DE MOVIMENTOS POPULARES
LINEI PEREIRA – VOGAL
NAIARA SANTANA – VOGAL
SERGIO SOREANO BARRETO – SETORIAL DE CULTURA

PARTIDOS DOS TRABALHADORES EM SERGIPE

 

Nota de esclarecimento da Direção Nacional do MST de Sergipe sobre as afirmações do senador Valadares

 

A Direção Nacional do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) de Sergipe reafirma que foi perseguida e discriminada pelo ex-superintendente da Caixa Econômica Federal em Sergipe, Luciano Pimentel. Lamentamos que o senador Antônio Carlos Valadares desconheça essa situação e tenha passado a defender quem discriminava os movimentos sociais.

 

Vários projetos foram encaminhados há mais de três anos e até o presente momento estão em fila de espera, o que demonstra claramente a má vontade do ex-superintendente da CEF quando os projetos eram relacionados às áreas de assentamento rurais. Afirmamos que, até o dia 19 de dezembro de 2013, não havia nenhum projeto do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR) liberado no Estado de Sergipe.

 

Por sua vez, o senador Valadares se refere às famílias que reivindicam o direito legítimo à moradia, através do PNHR, como meros cabos eleitorais. Nunca fomos e nunca seremos massa de manobra. Não admitimos esta forma de tratamento dispensada pelo senador aos trabalhadores e trabalhadoras lutadores do campo, que historicamente construíram a reforma agrária no Estado de Sergipe com muito luta e sacrifício.

 

O deputado estadual João Daniel não fez nada mais do que sua obrigação de parlamentar eleito pelos movimentos sociais do campo e da cidade. Nossa total solidariedade a ele.

 

Em nome da Direção Nacional e Estadual do MST de Sergipe exigimos respeito às famílias acampadas e assentadas, trabalhadores e trabalhadoras que se organizam em busca da reforma agrária e de políticas públicas na área social.

 

Gileno Damasceno e Gislene Reis

Direção Nacional do MST de Sergipe