Marcelo Déda foi escolhido para dar nome a Assentamento na antiga Fazenda Tinguí


Aracaju, 02 de dezembro de 2014

 

A passagem de um ano da morte do governador Marcelo Déda foi lembrada pelo deputado João Daniel (PT), em discurso feito na sessão desta terça-feira, dia 2, da Assembleia Legislativa. Ao lembrar a memória do companheiro de partido, o parlamentar registrou a grande homenagem que será feita a ele. João Daniel informou que Marcelo Déda irá denominar o assentamento, localizado na antiga Fazenda Tinguí, que receberá o documento de imissão de posse na próxima quinta-feira, dia 4.

João Daniel destacou que Marcelo Déda, como deputado estadual à época, apoiou e deu total assistência à primeira ocupação da área, em 1989, da qual as famílias foram despejadas violentamente, inclusive com a prisão de lideranças. No entanto, a ocupação da Tinguí foi retomada no dia 12 de março de 1997.

Segundo o deputado, foram 17 anos de ocupação da área da fazenda, localizada entre os municípios de Malhador e Riachuelo, por 250 famílias, tempo de muita luta, até que na semana passada saiu definitivamente, por ordem da Justiça Federal, a imissão de posse dada ao Incra. “Portanto, gostaríamos de convidar a todos e os deputados que puderem comparecer para na próxima quinta-feira, às 9 horas, quando o oficial de Justiça irá entregar a imissão de posse ao Incra”, informou.

Na oportunidade, participarão desse momento histórico para os trabalhadores rurais sem terra de Sergipe o ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rosseto, e o presidente do Incra, Carlos Guedes, entre outras autoridades e representantes dos trabalhadores rurais.

O deputado João Daniel lembrou que essa homenagem ao governador Marcelo Déda foi decidida pelas famílias e pela direção do MST, há mais de 6 meses. “E seu nome denominará esse que é um dos mais importantes assentamentos de Sergipe”, disse, acrescentando que é uma homenagem a Déda, que teve um papel fundamental de apoio ao MST, enquanto ainda deputado estadual, desde a primeira ocupação da fazenda Tinguí.

As 250 famílias serão assentadas numa área de 1.986,9812 hectares, localizado nos municípios de Malhador, Santa Rosa e Riachuelo.