Mandato João Daniel busca solução para problemas no abastecimento de água


Aracaju, 07 de agosto de 2015

O mandato do deputado federal João Daniel (PT/SE) esteve reunido, na manhã dessa sexta-feira, dia 7, com o presidente da Deso, Carlos Melo, acompanhado do vereador Joel Luiz, do município de Brejo Grande, e o ex-secretário de Agricultura do município de Lagarto, Antônio Carlos, para reivindicar algumas questões referentes ao abastecimento de água. No caso de Brejo Grande, a solicitação foi para a comunidade quilombola de Brejão dos Negros e os povoados Brejão, Batateiras, Saramen e Resina.

 

O presidente Carlos Melo informou que a intenção da Deso é elaborar estudos para resolver essa questão, para que a captação de água seja feita na altura do município de Ilha das Flores. Isso porque o rio São Francisco em Brejo Grande está salinizando. Por conta dessa situação já há esse projeto da Deso em captar a água e instalar uma estação de tratamento em Ilha das Flores e de lá fazer a distribuição para a sede de Brejo Grande e esses povoados. O projeto será encaminhado ao Ministério da Integração para ver como será viabilizado e o mandato João Daniel irá acompanhar os encaminhamentos.

 

Durante a reunião, também foi tratada a reivindicação das famílias do Assentamento Novo Paraíso, no município de Graccho Cardoso, que não têm abastecimento de água e a adutora passa a 7 quilômetros do local. Na ocasião, o presidente da Deso pediu que os assentados mandassem um abaixo-assinado com a solicitação, para que ele analisasse e fizesse um estudo para a viabilidade da obra.

 

Já sobre a reclamação das famílias do Assentamento José Félix, em Aquidabã, quanto aos altos valores que têm vindo nas contas de água, Carlos Melo disse que vai mandar a equipe técnica fazer um estudo para identificar o possível problema que esteja acontecendo.

 

Sobre o abastecimento de água nos povoados Brasília e Estancinha, no município de Lagarto, a reivindicação apresentada durante a reunião foi sobre o abastecimento estar se tornando deficitário, tendo em vista o aumento do número de consumidores. A proposta é que, como existe um poço particular perfurado ao lado e com vazão de 50 mil litros por hora, que a Deso possa alugar ou arrendar para que seja interligado à rede para suprir a demanda desses dois povoados. Essa é uma reivindicação antiga do ex-secretário Antônio Carlos e o ex-vereador do município, Flamarion Déda.

 

Por Edjane Oliveira, da Assessoria de Imprensa