João Lula Daniel destaca importância do presidente Lula para a soberania do Brasil e do povo brasileiro


Aracaju, 26 de junho de 2018

 

Nesta terça-feira, dia 26, chegamos à marca de 80 dias da prisão injusta e ilegal do maior presidente da história do Brasil, o presidente Lula. Em Brasília, o deputado federal João Lula Daniel (PT/SE), em uso da tribuna do plenário da Câmara Federal, realizou um enfático discurso em defesa das ideias, da liberdade e da pré-candidatura de Lula à Presidência. No discurso, o deputado pontuou questões como a preocupação da população brasileira em ver Lula preso e a diferença de ideais entre o Governo do PT e o Governo golpista atual na formação de um Brasil soberano.

 

“O Brasil inteiro, o Brasil democrático, o Brasil que luta, que tem história, que respeita a Constituição e que lutou pela democracia tem preocupação, e a população brasileira responde a cada pesquisa. Por onde nós temos passado, por onde nós temos ido, há uma pergunta apenas: quando é que o presidente Lula vai ser libertado? Essa é uma preocupação do mundo inteiro. Todos os países que acompanharam a grande política feita pelo presidente Lula sabem da importância da democracia e do papel que ele tem”, destacou João Daniel.

 

Também nesta terça-feira, o vice-presidente dos Estados Unidos da América, Mike Pence, desembarcou em Brasília para participar de reuniões, no Palácio do Planalto, com o governo golpista de Michel Temer. Sobre isso, João Daniel questiona a falta de posicionamento de Temer a respeito da injustiça e do fascismo usado pelo Presidente norte-americano contra os imigrantes, contra os povos do mundo inteiro, contra brasileiras e brasileiros, separando inclusive crianças.

 

“Nosso repúdio à Embaixada dos Estados Unidos e ao vice-presidente americano pela falta de respeito aos seres humanos, às pessoas e pelo tratamento de um governo ditador, arrogante, imperialista, fascista, que é o Governo Trump e sua tropa americana. Se fossem o presidente Lula ou a presidenta Dilma o presidente da República, responderiam à altura na hora certa, sem arredar um milímetro. Este país é grande. É um país que nasceu para ser potência, uma potência não arrogante nem imperialista, mas sim solidária com os povos, com as nações, para criar um mundo de justiça, que foi o que nós vimos nas relações internacionais do presidente Lula e da presidenta Dilma”, relatou o deputado.

 

No final de seu discurso, o parlamentar sergipano reforça a importância da luta e da defesa do presidente Lula para a soberania do Brasil e do povo brasileiro. “Em nome do maior ministro que passou pelo Itamaraty, Celso Amorim, em nome de todos os diplomatas que se envergonham hoje, lá fora, em representar um Governo de cabeça baixa, ajoelhado perante o império, perante as corporações, perante as empresas: haveremos de vencer. Por isso, estamos há 81 dias sem o presidente Lula nas ruas, mas ele é uma ideia, é uma força. Lula livre, Lula inocente, Lula presidente”, finalizou.