João Daniel se solidariza com comerciários que tentam avançar na negociação salarial


Aracaju, 07 de fevereiro de 2018

 

 

 

O deputado federal João Daniel (PT) lamentou, em discurso feito na sessão da Câmara nesta quarta-feira, dia 7, que as negociações da campanha salarial dos comerciários de Sergipe não avancem. O parlamentar se reportou às denúncias feitas na imprensa local pelo Sindicato dos Comerciários e o presidente da Federação dos Empregados no Comércio e Serviços do Estado de Sergipe e da União Geral dos Trabalhadores (UGT/SE), Ronildo Almeida.

 
Segundo ele, a preocupação dos comerciários, após a reforma Trabalhista aprovada pela Câmara, é com a falta de compromisso que a representação patronal do comércio tem tido ao tratar as reivindicações dos comerciários. “As negociações não avançam, o reajuste não sai. É de conhecimento geral que já estão implementando a reforma Trabalhista e usam tudo isso para fragilizar o trabalhador, para precarizar o trabalho e para tentar passar a impressão aos trabalhadores comerciários de que o sindicato não terá força para negociar como fez durante todos esses anos”, analisou o deputado.
Em seu discurso, João Daniel prestou solidariedade à categoria e ofereceu apoio para estar nessa luta. “Que os patrões do comércio saibam que são os trabalhadores e trabalhadoras desse setor que movimenta suas lojas, que eles merecem, precisam e têm que ser respeitados. As negociações precisam ser feitas e o reajuste precisa ser dado”, disse, reafirmando seu apoio para estar junto, como sempre esteve, com os comerciários nas lutas e nas greves, se for o caso.

 

O deputado acrescentou que tem certeza que não será nesse momento que o Sindicato dos Comerciários de Sergipe se fragilizará ou deixará de ter conquistas. “Porque é uma categoria organizada que conta com o apoio de todas as demais categorias da classe trabalhadora. Espero que a Federação do Comércio e os patrões respeitem a luta e a história dos comerciários e que coloquem à mesa a negociação para o reajuste, para que seja feito um acordo e para que sejam atendidas as demandas e as reivindicações justas”, completou João Daniel.

 

Por Edjane Oliveira, da Assessoria de Imprensa

Foto: Márcio Garcez