João Daniel se posiciona contrário à retomada dos leilões de petróleo


O deputado João Daniel (PT) marcou sua posição contrária à retomada das rodadas de leilões para a exploração de petróleo e gás natural, em discurso feito durante a sessão desta segunda-feira, dia 13, na Assembleia Legislativa. Segundo ele, há cinco anos não vinham sendo realizados esses leilões pela Agência Nacional do Petróleo (ANP) e agora essa ação vem sendo acompanhada com apreensão pelos movimentos sociais do campo e da cidade. “Queremos deixar nossa posição contrária como líder da bancada do PT na Assembleia Legislativa, não concordamos, estamos participando e apoiaremos todas as mobilizações no país contra os leilões”, afirmou.

Ele registrou que hoje manifestantes petroleiros, com apoio de movimentos sociais e do campo, ocuparam a sede do Ministério das Minas e Energias. “Achamos que essa medida ainda é parte do que existe dentro do governo de políticas neoliberais que querem o enfraquecimento das grandes empresas estatais, que são fundamentais para o Brasil. A Petrobras é fundamental para o Brasil, o monopólio do petróleo faz parte da história, da luta do povo país e nós não podemos admitir”, frisou.

João Daniel disse que foi feita uma carta de todos os movimentos para a presidenta Dilma Rousseff, assinada por mais de 50 entidades. O deputado disse que em Sergipe vai haver atos e ele disse que está solidário à luta dos petroleiros. “Quero dizer que não concordamos com essas rodadas de leilões e espero que a presidenta Dilma Rousseff, que tem um histórico de compromisso possa rever a tempo esses leilões”, disse. Na avaliação do parlamentar, por trás disso tudo tem um objetivo que são forças de grandes empresas nacionais e internacionais que têm vontade de ser donas do petróleo que é uma das nossas maiores riquezas. “Quero dizer que vamos lutar em defesa da não realização dessas rodadas de leilão”, frisou.

A deputada Ana Lúcia (PT) aparteou o pronunciamento e parabenizou o colega pelo tema abordado e informou que apresentou um requerimento convidando um representante da direção do Sindicato dos Petroleiros (Sindipetro) e também o superintendente da Petrobras em Sergipe para que no plenário da Assembleia possam participar de um debate, onde se possa tirar encaminhamentos no sentido de ajudar a superar esses leilões da Petrobras. Ela disse que espera que essa audiência seja agendada o mais breve possível, para esclarecer melhor os riscos que estamos correndo caso eles aconteçam.

O deputado Antônio dos Santos (PSC) também aparteou e lembrou que a ANP é uma agência reguladora cujos membros são indicados pelo governo federal. Ele disse que está preocupado com a possibilidade de mais essa rodada e acredita que o governo federal tendo maioria nas casas legislativas poderia interferir diretamente nesses leilões, que são, para ele, um prejuízo para o Brasil, porque colocam as grandes reservas numa mesa para leilão.

O deputado João Daniel disse que espera que a partir dessas mobilizações essa rodada que está marcada possa ser cancelada. “Esperamos que nossa presidenta Dilma Rousseff, que tem um histórico de luta, possa rever a tempo e essas mobilizações de todos os movimentos sociais possam, mais que chamar a atenção, mostrar ao governo federal a importância de impedir os leilões e seguir em frente na defesa do Brasil em cima de um grande projeto nacional de desenvolvimento econômico, político, social e cultural e a Petrobras é, sem dúvida, uma das principais empresas para o país”, concluiu.

Edjane Oliveira, da Agência Alese (www.agenciaalese.se.gov.br)