João Daniel se compromete levar reivindicação de cooperados do transporte alternativo ao governador


 

 

O deputado João Daniel (PT) recebeu em seu gabinete, na manhã desta quinta-feira, dia 5, um grupo com representantes de sete cooperativas de transporte alternativo, filiados à União das Cooperativas de Transporte Alternativo de Sergipe (Unicoopes). Eles reivindicam que seja concedido um tempo de adequação para o cumprimento da resolução número 06/2013, do Conselho Estadual de Trânsito.

De acordo com o presidente da Unicoopes, Edilson Tavares, a resolução estabelece em dez anos o tempo de vida útil dos veículos que fazem esse tipo de transporte. O grupo se reuniu com o deputado João Daniel para pedir seu apoio e intermediação na solução dessa questão, para que isso seja revisto de alguma forma.

Durante a sessão, o deputado registrou a presença dos representantes das cooperativas que trabalham no transporte alternativo. João Daniel informou que estará encaminhando, na próxima semana, um pedido ao governador em exercício, Jackson Barreto, para que este olhe com carinho a situação desses cooperados.

Atualmente, são 350 veículos fazendo o transporte alternativo em todos os 75 municípios do Estado. Isso representa, segundo Edilson Tavares, 700 famílias envolvidas na atividade, incluindo motoristas e cobradores. Segundo o deputado João Daniel, o que esses trabalhadores reivindicam é que seja dado um tempo de adaptação para a resolução. “Eles não são contra. Apoiam. Porém reivindicam um tempo de adaptação. Esse tempo está correto. É justa a reivindicação e vamos encampar a luta e queremos contar com o apoio da Assembleia”, disse.

O presidente da Unicoopes, Edilson Tavares, disse que o Inmetro, que é o órgão que tem condições de fazer a aferição das condições dos veículos, poderia numa vistoria dizer se os carros com mais de dez anos de vida útil poderiam ou não estar rodando. Segundo ele, atualmente, dentro do que diz a resolução do Conselho Estadual de Trânsito, 30% da frota não poderia rodar, pois tem mais de dez anos de vida útil. “A partir de janeiro do próximo ano, esse percentual será de 60% da frota, caso a resolução seja mantida como está atualmente”, declarou.

Ele disse que o que os cooperados estão pedindo é que haja um período de carência para que eles possam se adequar. Edilson Tavares informou que a resolução 06/2013 está em vigor desde o mês de novembro último. De acordo com o presidente da Unicoopes, atualmente, se um veículo com mais de dez anos de vida for parado pela fiscalização ele é multado. “E muitos colegas já foram multados”, afirmou Edilson. O deputado João disse que espera a sensibilidade do governador Jackson Barreto em atender o pedido dos cooperados do transporte alternativo.

 

Fotos: Ronaldo Sales

Edjane Oliveira, da Assessoria Parlamentar