João Daniel repudia massacre a professores no México


 

Aracaju, 21 de junho de 2016

 

Na tribuna da Câmara, o deputado federal João Daniel (PT/SE) repudiou a repressão e massacre promovidos contra professores e comunidade escolar no México. O fato está sendo denunciado por todas as organizações internacionais que acusam o governo mexicano pelo massacre, na tentativa de impor uma reforma educacional no país, encontrando a resistência, uma vez que a comunidade escolar e professores classificam tal medida como retrocesso.

 

Segundo João Daniel, já são pelo menos nove pessoas assassinadas, dezenas feridas e espancadas, além de muitas pessoas presas, na luta conta a reforma política naquele país. “Queremos que todos os fóruns internacionais e lutadores denunciam esse ato arbitrário, terrorista do governo mexicano contra sua população, em especial os educadores”, disse João Daniel.

 

Os ataques contra professores acontecem principalmente na região de Oaxaca, na tentativa de conter as manifestações contra a reforma educacional que tenta implementar o governo do presidente Enrique Neto. Na avaliação dos educadores, a reforma traz retrocessos e busca beneficiar as elites minoritárias. Os professores exigem a instalação de uma mesa de negociação nacional para acabar com a guerra contra as comunidades e definir o caminho para cancelar a reforma e fazer uma mudança para o sistema nacional de educação.

 

Por Edjane Oliveira, da Assessoria de Imprensa

Foto: Luis Alberto Cruz Hernandez/AP