João Daniel registra ato que formalizou área do assentamento Nova Conquista


.

Na sessão desta terça-feira, dia 18, o deputado João Daniel (PT) fez pronunciamento para registrar uma celebração ocorrida na última sexta-feira, no município de Itaporanga d’Ajuda. Segundo ele, na antiga Fazenda Águas Claras, que agora passa a se chamar assentamento Nova Conquista, foi realizado um ato para receber o decreto de desapropriação da área da Presidência da República.

João Daniel disse que na propriedade desde o fim do ano de 2010 vivem 40 famílias. O parlamentar parabenizou essas famílias que lá vivem, plantam e tiram da terra seu sustento, segundo ele com muito orgulho e dedicação. “A área tem muita água, já está sendo plantado milho, maracujá, mandioca, há criação de camarão e peixe, o que mostra que quando a terra é dividia na mão dos trabalhadores se produz”, destacou.

Em seu discurso, o deputado registrou a presença do representante do Incra, o diretor chefe de Desenvolvimento, André Bonfim, também parabenizou a atuação de lideranças do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) na organização dos trabalhadores. “Portanto quero parabenizar essas 40 famílias e o Incra por mais uma importante conquista para os trabalhadores rurais daquela região e de todo Estado de Sergipe”, ressaltou. Ainda na tribuna, o deputado João Daniel saudou os trabalhadores que acompanhavam a sessão nas galerias da Casa, em nome dos servidores do Sistema Penitenciário de Sergipe, na pessoa do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Sergipe (Sindipen), Iran Alves.

Até a vitória, sempre, Luciano!

Nosso profundo sentimento pela perda de um grande lutador do povo brasileiro. Luciano da Silva, dirigente do MST em Nossa Senhora da Glória e articulador do movimento de moradia no Alto Sertão, faleceu na tarde desta terça-feira, 18, após lutar bravamente contra um câncer.  Luciano personaliza o exemplo da militância guerreira, forte, disciplinada. “Quem manda é o coletivo, a direção, a estadual”, costumava dizer Luciano, num jeito simples e direto de demonstar a crença que tinha na organização e o respeito pelas definições coletivas. Um forte abraço, companheiro. Até a vitória, sempre!

Edjane Oliveira, da Agência Alese (www.agenciaalese.se.gov.br)