João Daniel quer que governo federal crie a Universidade Camponesa


Aracaju, 16 de maio de 2014

O deputado João Daniel (PT/SE) esteve reunido com parlamentares para a elaboração dos preparativos para o lançamento da Frente Nacional da Educação no Campo. A Frente será coordenada pelo deputado Padre João (PT/MG) e João Daniel ficará responsável pela coordenação nacional da Frente. Segundo o deputado, a Frente vai ser lançada no início do mês de junho, com a presença do ministro da Educação, Renato Janine.

 

“Através da Frente, vamos fazer uma audiência com o Ministério do Desenvolvimento Agrário e Ministério da Educação, quando iremos encaminhar temas sobre a educação no campo”, disse. João Daniel informou que de Sergipe levará a experiência da Escola Família Agrícola de Ladeirinhas, povoado do município de Japoatã, a experiência dos movimentos sociais sobre educação popular e o projeto da criação da universidade camponesa do Brasil.

 

Projeto de educação

Na tribuna da Câmara, o deputado João Daniel destacou, na última quinta-feira, o encontro dos ministros do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias, e da Educação, Renato Janine, para discutir um projeto de educação para o campo. O parlamentar também fez a defesa da presidenta Dilma Rousseff em fazer um grande projeto de educação, especialmente para o campo e os trabalhadores rurais.

 

Ele disse que entre as questões importantes está a utilização do método de alfabetização “Sim, eu posso”, desenvolvido por Cuba, com participação, inclusive, de pessoas de Sergipe na sua elaboração. Entre eles está o poeta e artista popular Lupércio Damasceno. “Ele participou em Cuba, anos atrás, da elaboração desse trabalho”, disse, referindo-se ao método criado pela pedagoga Leonela Inés Relys Díaz que já ensinou a ler e a escrever mais de oito milhões de pessoas em todo mundo.

 

Universidade camponesa

Visando a ampliação do conhecimento para o homem do campo e com a participação dele, o deputado João Daniel protocolou a indicação nº 436/2015, que sugere ao ministro da Educação a criação da Universidade Camponesa. De acordo com o parlamentar, essa universidade já existe em outros países. Ela objetiva o resgate, a utilização, preservação e a valorização dos saberes, costumes e experiências das comunidades camponesas e tradicionais. Nela, o homem do campo passa a outros suas experiências práticas, sem precisar necessariamente ter formação acadêmica.

 

“Já existe em outros países esse tipo de universidade que é na verdade colocar os camponeses com seus saberes populares para serem educadores. Por exemplo, um camponês que conseguiu desenvolver uma tecnologia que ajuda na melhoria das condições de vida e do meio ambiente vai compartilhar isso e passar para outros camponeses, contribuindo na sua formação. E nós somos riquíssimos de experiência nesse sentido”, destacou João Daniel. O deputado acredita que o governo federal criará as estruturas e condições materiais para que esse projeto seja implementado.

 

Por Edjane Oliveira, da Assessoria de Imprensa

Foto: Luiz Fernando