João Daniel quer que governo apoie a criação de cooperativas em caso indústrias desativadas


Os deputados estaduais aprovaram, por unanimidade, a indicação 75/2014, apresentada pelo deputado João Daniel (PT). Nela, o parlamentar pede que o governador, através da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec), apoie e viabilize a criação de um Fundo de Apoio para financiar a transformação de indústrias desativadas em cooperativas.

Essas cooperativas ficariam sob a direção dos antigos funcionários para que, dessa forma, pudessem garantir a manutenção da produção e do desenvolvimento do Estado, além de evitar o desemprego, “preservando a dignidade e o nível de vida dos trabalhadores e de suas famílias”, completou João Daniel. Segundo o parlamentar, ultimamente tem se visto a falência de algumas fábricas no país, situação semelhante em Sergipe, quando esses grupos empresariais fecham unidades em busca de mão de obra mais barata em outros locais, melhores incentivos, entre outros pontos, e quem acaba pagando o preço são os funcionários.

Em discurso feito na sessão desta quinta-feira, dia 29, João Daniel lembrou o recente fechamento de três unidades de indústria Azaleia, nos municípios de Carira, Lagarto e Ribeirópolis, deixando 1.300 trabalhadores desempregados. “Queremos com essa indicação que o governo do Estado, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Codise, possa criar uma política de debate e criação de incentivo à formação de cooperativas”, disse.

O deputado acrescentou que existem experiências nesse sentido em todo mundo e em Sergipe também. Ele defende que quando uma fábrica for fechada, os trabalhadores tenham condições de se organizar e ter uma política de autogestão. “Para que se tenha essas iniciativas que são solidárias, dento de um novo modelo de comércio solidário e esses trabalhadores nessas cooperativas possam competir”, disse.

João Daniel apelou à sensibilidade do governador Jackson Barreto e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Saumíneo Nascimento, para que possam discutir e analisar uma política para beneficiar essas pessoas que estão dispostas a se organizar. “Não é novidade e que os trabalhadores possam organizar seu projeto de gestão, buscar financiamento e incentivo através dos bancos oficiais que possam ajudar no incentivo ao cooperativismo”, disse, citando o BNDES, Banco do Nordeste e Banco do Brasil.

Para complementar essa ação, o deputado João Daniel também protocolou outra indicação, na qual solicita que, através da Sedetec, seja criada uma Divisão, no âmbito do Departamento Técnico do órgão, voltada para o apoio às cooperativas e agroindústrias cooperadas, de pequeno, médio e grande porte. A finalidade é fomentar o desenvolvimento desses segmentos produtivos, priorizando o intercâmbio em nível nacional e internacional, através de instituições sindicais e cooperativas.

Por Edjane Oliveira, da Assessoria

Foto: Maria Odília, da Agência Alese