João Daniel participa de lançamento de pesquisa sobre educação na reforma agrária


Aracaju, 18 de junho de 2015

O deputado federal João Daniel (PT/SE) participou do lançamento da II Pesquisa Nacional de Educação na Reforma Agrária (PNERA), realizado no auditório do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), em Brasília. O documento traz dados sobre o Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera) desde sua criação e revela que através dele mais de 164 mil assentados da reforma agrária tiveram acesso a cursos de ensino fundamental, médio e superior.

 

A pesquisa foi organizada pelo Incra e Pronera, em parceria com a Universidade Estadual de São Paulo (Unesp), IPEA e governo federal, através do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Participaram do lançamento da II PNERA o ministro do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias; a presidenta do Incra, Lúcia Falcón, representantes do MST, da Contag, Unesp, UnB, outras universidades, IPEA e Fiocruz.

 

Representando no evento a bancada do Partido dos Trabalhadores, a Frente Parlamentar em Defesa da Educação e o Núcleo Agrário do PT, João Daniel ressaltou a importância do programa. Para ele, o Pronera amplia e cria as condições para que os assentados possam estudar. “Nós que acompanhamos a história dos trabalhadores sabemos que a educação é a grande força que muda a vida das pessoas e dos assentamentos em todos os sentidos, através do conhecimento. Esse programa quebrou o preconceito que existia por parte de setores conservadores”, afirmou.

 

De acordo com a pesquisa, que levantou dados do Pronera de 1998 a 2011, no período foram realizados mais de 320 cursos de Educação para Jovens e Adultos (EJA) fundamental e de ensinos médio e superior em 880 municípios brasileiros. Um total de 38 movimentos sociais demandaram os cursos e 164.894 trabalhadores e trabalhadoras assentados foram beneficiados pelos cursos nas diversas áreas ofertadas.

 

Pronera em Sergipe

João Daniel destacou a atuação do Pronera em Sergipe, estado que foi um dos seus idealizadores e um dos primeiros formadores do programa no Brasil. Em relação a cursos de nível superior, foram dois realizados pelo Pronera em parceria com a Universidade Federal de Sergipe (UFS): Pedagogia e Agronomia, totalizando 50 pedagogos e 54 agrônomos formados.

 

Além desses, foram realizados cursos de nível médio e o programa também alfabetizou 1.200 jovens e adultos. Atualmente está sendo concluída uma turma de especialização em Residência Agrária, com 55 alunos. Cerca de 100 jovens de Sergipe também participaram do programa em outros estados e hoje estão formados em cursos nas áreas de Direito, História, Pedagogia e Ciências Agrárias.

 

“Estou muito feliz em saber como o ministro Patrus Ananias e a presidenta do Incra e sua equipe têm determinado a condução da educação para o campo no Brasil, em especial para as áreas de reforma agrária. Eles, inclusive, encerram seus discursos durante o lançamento da pesquisa dizendo que, se houver corte no orçamento, essa área não será atingida”, ressaltou João Daniel.

 

Por Edjane Oliveira

Foto: Paulo Henrique Carvalho/MDA