João Daniel lamenta despejo de famílias do Casarão e cobra apuração do escândalo da merenda


Aracaju, 01 de junho de 2015

A retirada das mais de 60 famílias que estavam vivendo no edifício Casarão do Parque, no Centro de Aracaju, foi registrada pelo deputado federal João Daniel (PT/SE) na sessão da Câmara dessa segunda-feira, dia 1. O parlamentar lamentou que o município não tenha realizado nenhuma ação para atender essas famílias que estavam ocupando o imóvel que há mais de 20 anos está abandonado.

 

“Esse mesmo prédio já foi alvo de outros despejos. Mas eu queria lamentar que o prefeito da capital não moveu, até o momento, uma palha para resolver o problema dessas 63 famílias que se encontram no meio da rua, num período de chuva. Elas chegaram a apelar, ontem [no domingo], no Centro, na Catedral, para o Bispo metropolitano”, registrou.

 

O deputado pediu o mínimo de respeito dos administradores do município de Aracaju, no sentido de cadastrar, de dar auxílio moradia e de fazer com que essas famílias busquem o seu direito sagrado à moradia. “Por isso gostaria de apelar para que o prefeito João Alves Filho, do município de Aracaju, resolva, busque uma solução para o problema dessas famílias”, disse.

 

João Daniel parabenizou ainda o trabalho da Defensoria Pública de Sergipe, em nome do defensor Alfredo Nikolaus, que na madrugada e à noite sempre esteve presente na defesa dos mais pobres, em relação aos despejos, respeitando-os e lhes dando a devida atenção. “Espero que o município busque junto ao Estado de Sergipe uma solução. Essa situação não pode continuar. Já são outras famílias que se encontram nessa situação, e nós precisamos buscar uma solução definitiva, através de programas de habitação, através de projetos com o Governo Federal, mas neste momento trata-se de emergência, são mais de 80 crianças jogadas no meio da rua, tratadas como animais. Esse tipo de ação nós não podemos admitir”, frisou o deputado.

 

Escândalo da merenda

Na tribuna da Câmara, o deputado João Daniel também lamentou o escândalo das licitações para a merenda escolar em alguns municípios de Sergipe, mostrado, ontem à noite, no programa Conexão Repórter, do jornalista Roberto Cabrini, no SBT, com imagens da apuração feita em algumas cidades. “Lamentamos profundamente e espero que a Polícia Federal e o Ministério Público Federal tomem as providências. Que os fatos sejam esclarecidos e os responsáveis sejam punidos”, afirmou.

 

Por Edjane Oliveira, da Assessoria de Imprensa