João Daniel lamenta atentado em Poço Redondo e pede apuração da polícia


 Ao usar a tribuna da Assembleia Legislativa na sessão de hoje, dia 9, o deputado estadual João Daniel (PT) parabenizou todos os eleitos no último domingo. Ele disse que acompanhou o resultado das eleições em todo país e ressaltou que, apesar de tantas críticas na mídia nacional, em especial quanto ao julgamento do Mensalão, o Partido dos Trabalhadores encerrou o 1º turno como o mais bem votado do país. “Portanto, parabenizamos toda militância”, declarou.

Mas em seu discurso o deputado João Daniel lamentou e repudiou o episódio ocorrido no município de Poço Redondo, no sertão sergipano, quando a sede da Prefeitura Municipal foi incendiada. Segundo o parlamentar, o resultado das eleições foi reflexo da vontade do povo com a reeleição do prefeito Roberto Araújo e seu vice Petrúcio, que conseguiram, além da vitória, eleger a maioria dos vereadores da Câmara Municipal, com uma bancada de sete parlamentares dos 11. “Mas tivemos um episódio e queremos acreditar que não seja da população de Poço Redondo, mas tem rumores de várias pessoas de fora da cidade”, disse.

De acordo com o deputado, no atentado incendiaram a sede da prefeitura, mais quatro carros e ainda ameaçaram tocar fogo no hospital e na casa do ex-prefeito Frei Enoque Salvador. João Daniel informou que iria pedir ao governador em exercício, Jackson Barreto, e à polícia para que acompanhem de perto a apuração do caso. “Porque as nossas comemorações são feitas com muita ética, sem nenhuma agressão aos que perderam, até porque já perdemos e já ganhamos e essa eleição mostrou a consolidação de Roberto Araújo como um grande prefeito que trabalha pela cidade”, disse.

João Daniel lamentou o fato e disse que tem uma certa desconfiança de como a Polícia Militar atuou durante a eleição, fiscalizando e apreendendo somente os veículos do prefeito e dos seus aliados. “Mas o povo não deixou de dar uma resposta. Queremos pedir que as Polícias Civil e Militar possam apurar com rigor todas as agressões feitas contra o patrimônio público e esperamos que essa situação seja rapidamente resolvida”, finalizou o deputado petista. 

Edjane Oliveira, da Agência Alese (www.agenciaalese.se.gov.br)