João Daniel homenageia companheiros Pedro Eugênio e Manoel Santos


Aracaju, 22 de abril de 2015

Manoe dos Santosl e Pedro Eugênio: grande perda

Manoel dos Santos e Pedro Eugênio: grande perda

Na tribuna da Câmara Federal, o deputado João Daniel (PT/SE) prestou, nesta quarta-feira, dia 22, uma homenagem especial aos companheiros Pedro Eugênio e Manoel Santos, o Manoel da Serra, falecidos recentemente. Para o parlamentar foi uma grande perda, pois se tratavam de dois grandes lutadores da classe trabalhadora.

 

“Pedro Eugênio foi um dos grandes quadros pensadores do Nordeste do Brasil. Ele fez história e foi um grande parlamentar, dentre tantas outras atividades que exerceu.

E o nosso querido Manoel de Serra foi um grande dirigente dos trabalhadores rurais, Presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura [Contag], atualmente era deputado estadual de Pernambuco, em seu segundo mandato”, relatou. Para João Daniel, a morte de ambos representa uma perda para o Nordeste, bem como para o país e, em especial, para os trabalhadores do campo e também para o Partido dos Trabalhadores.

 

Manoel de Serra estava com 65 anos e era o líder do PT na Assembleia de Pernambuco. Foi o primeiro agricultor familiar a assumir o cargo de deputado na história do Parlamento estadual pernambucano. Ele faleceu no último domingo. No dia seguinte, aconteceu o falecimento de Pedro Eugênio, aos 66 anos. Ele era economista, professor da Universidade Federal de Pernambuco. Entre outras atividades, foi deputado estadual e depois deputado federal pelo PSB em 1998 e pelo Partido dos Trabalhadores por dois mandatos, em 2006 e 2010. Foi defensor incansável do desenvolvimento do Nordeste e dos avanços na área da agricultura familiar.

 

“Pedro Eugênio e Manoel dos Santos trabalharam juntos em defesa das causas maiores da política brasileira e quis o destino que os dois nos deixassem de forma prematura com a diferença de apenas um dia. Duas grandes perdas que, com certeza deixam uma lacuna grande em nossas trincheiras de lutas”, declarou João Daniel.

 

Por Edjane Oliveira, da Assessoria de Imprensa