João Daniel destaca recursos destinados pelo governo federal para abastecimento de água no semiárido


  Edjane Oliveira, da Assessoria Parlamentar

 

programa-agua-para-todos-caracteristicas-gerais-1O deputado João Daniel (PT) registrou em pronunciamento feito na sessão desta quarta-feira, dia 11, o ato de assinatura do termo de compromisso para investimento de mais de R$ 135 milhões pela presidente da República, Dilma Rousseff, para o Programa Água para Todos. Os municípios da região semiárida do país beneficiados apresentaram projetos e demandas sobre sistemas de abastecimento de água, dentro desse programa Água para Todos. De Sergipe, disse o deputado, foram beneficiados entre 15 a 20 cidades.

 

Segundo o deputado, esses recursos vão beneficiar os municípios da região semiárida, que ainda sofrem com a falta de abastecimento de água, com objetivo de minimizar os efeitos da seca. “Queremos parabenizar a presidenta Dilma junto com o Ministério da Integração, pelo investimento desses R$ 135 milhões para pequenos sistemas de abastecimento de água”, disse.

 

Em seu discurso, o deputado João Daniel informou que vai apresentar uma indicação para que o governo do Estado, através da Deso, possa articular um projeto que contenha um plano de erradicação do problema da falta de água, que ainda não existe no Estado e já que há várias comunidades nessa situação. “Ainda temos comunidades que não têm sistema de abastecimento de água e grande parte desse problemas é por causa da falta de projeto. Os municípios têm dificuldade na elaboração desses projetos”, disse.

 

O deputado João Daniel acrescentou que acredita que o governador Marcelo Déda e o governador em exercício, Jackson Barreto, têm a possibilidade de viabilizar um programa que possa colocar esse projeto em todos os locais de Sergipe. Segundo o parlamentar, existem comunidades em Sergipe, a exemplo da região Norte, no Baixo São Francisco, que não possuem nenhum tipo de abastecimento. “São pequenas cisternas, sem garantia nenhuma da qualidade da água que está sendo consumida”, observou.

 

Foto: Maria Odília, da Agência Alese