João Daniel destaca garantia de Dilma em cumprir compromissos assumidos em campanha


Aracaju, 02 de dezembro de 2014

O deputado João Daniel (PT) registrou a satisfação em ter ouvido da presidenta Dilma Rousseff a confirmação de todos os compromissos assumidos no seu programa de governo. O parlamentar participou, na última sexta-feira, em Fortaleza (CE), de uma reunião com a presidenta, da qual participaram os deputados federais eleitos e os governadores do Partido dos Trabalhadores, da região Nordeste.

Segundo ele, diante do auditório lotado, inclusive com a presença da imprensa, a presidenta reafirmou seus compromissos de campanha, garantindo que eles serão cumpridos, sem nenhum risco. Para o deputado, isso é muito importante, principalmente nesse momento em que se ouve na imprensa e até vindo de parte da militância algumas críticas em relação à possível composição do governo e ministérios. “Vivemos um momento de certas dificuldades, mas temos certeza que tudo será superado com trabalho, esforço e determinação que tem a nossa presidenta”, afirmou João Daniel.

De acordo com o parlamentar, durante essa reunião em Fortaleza, com relação à reforma política, Dilma Rousseff deixou clara sua posição firme e forte de levar adiante a reivindicação entregue por todos os movimentos sociais, pastorais e entidades nacionais, da necessidade de uma grande reforma política no país, mas feita com participação e apoio popular. Ele acrescentou que a presidenta colocou publicamente seu compromisso de durante seu governo ouvir e estar atenta à pauta dos movimentos sociais, populares, estudantil e sindical.

Na reunião, a presidenta também falou do seu compromisso com a questão agrária. João Daniel reconheceu que no primeiro mandato da presidenta Dilma foram feitas muitas críticas à sua política agrária. “Mas quero dizer da nossa satisfação, pois nos próximos dias a presidenta já está com agenda marcada com a direção nacional do MST para debater e discutir a questão agrária no país. Acho muito importante esse compromisso de ouvir e debater as pautas com os movimentos”, disse.

Habitação
João Daniel acrescentou que na reunião Dilma Rousseff falou ainda da continuidade de todas as políticas públicas iniciadas no governo do PT. Ele lembrou que hoje o Brasil tem o maior programa de habitação. Segundo ele, o Programa Minha Casa Minha Vida 2 terá mais de 3 milhões de habitações. “Nesse momento há uma dificuldade financeira, mas serão mais de 3 milhões de habitações rurais e urbanas, além do compromisso da continuidade do programa de habitação de interesse social em todas as regiões do país, com prioridade para as regiões mais pobres”, acrescentou.

Em seu pronunciamento, o deputado João Daniel registrou que ontem participou de um almoço com o ministro das Cidades, Gilberto Occhi, realizado em Aracaju pela Associação Sergipana das Empresas de Obras Públicas e Privadas (Aseopp) e com presença de prefeitos e deputados, quando, na oportunidade, Occhi deixou claro que os grandes problemas e desafios do Brasil estão, em grande parte, na não elaboração de projetos. “O Brasil tem recursos, tem bancos fortes, mas o grande problema está na não elaboração de bons projetos e a sua consequente implementação”, disse.

Para ele, nesse momento de crise não existe saída que não seja muito trabalho, bons projetos e pensar para frente, em como superá-los. “Não se supera esses problemas só reduzindo custos ou criando um clima de pessimismo. Se supera esses problemas buscando solução e propondo metas a curto, médio e longo prazo. E Jackson Barreto é um grande homem que tem essa capacidade”, avaliou. João Daniel disse que ouviu tanto da presidenta quanto do ministro das Cidades que não se pode dar espaço para o desânimo e pessimismo, mas trabalhar para superar esses momentos.

Sobre a educação, o deputado disse que na reunião de Fortaleza a presidenta reconheceu a necessidade de reformas, que serão empreendidas para que toda juventude possa ter acesso à universidade. “Avançamos muito, mas ainda assim apenas 15% dos jovens brasileiros têm acesso a nível superior. Temos que trabalhar para chegar a 100% e não se chega a isso sem investimento e compromisso dos governos municipal, estadual e federal”. Na reunião também foi tratado sobre a necessidade da autonomia do partido. “Precisamos ter um partido para fazer críticas no momento necessário, não apenas ficar elogiando o governo”.

Corrupção
O deputado João Daniel disse que ficou muito feliz em ver a presidenta reafirmar os compromissos assumidos na campanha. Sobre o combate à corrupção, ele lembrou que, historicamente, a corrupção foi acobertada e impedida de ser investigada no país. Ele lamentou que muitas pessoas, até por desconhecimento histórico, falem que bom era na ditatura, que não tinha corrupção.

“Durante o regime democrático, somente no governo do PT é que se criou a estrutura e total apoio para as investigações. Nesse momento, para o PT e para o governo da presidente Dilma não há nenhum medo, nenhuma dúvida. O que estamos vivendo é uma limpeza. Se alguém do partido estiver envolvido, que pague o preço que deverá ser pago. Se não tiver, nós também não aceitaremos”, disse, citando o exemplo do tesoureiro do partido, João Vaccari, quando se tenta fazer um lixamento moral antes de qualquer apuração e comprovação de culpa.

 

Por Edjane Oliveira, da Assessoria de Imprensa