João Daniel destaca a importância do Canal de Xingó para o Alto Sertão


 

O deputado João Daniel (PT) usou a tribuna da Assembleia Legislativa na sessão da tarde desta segunda-feira, dia 12, para registrar a importância que tem o Canal de Xingó para a região do Alto Sertão. Ele informou sobre o anúncio oficial da autorização da obra feito pelo ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, na última sexta-feira, durante o Seminário de Políticas para o Turismo no Nordeste, ocorrido em Aracaju. O ato contou com a presença do governador em exercício, Jackson Barreto, o presidente da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Elmo Vaz e do ministro do Turismo, Gastão Vieira.

Segundo o parlamentar, a obra terá importância fundamental para Sergipe, embora beneficie também a Bahia e a região Nordeste, como consequência, fortalecendo o desenvolvimento econômico e social. Ele disse que, com o projeto, o governo de Sergipe pretende maximizar a oferta de recursos hídricos para o Alto Sertão sergipano e, com isso, erradicar a pobreza no semiárido, região que concentra os mais baixos Índices de Desenvolvimento Humano (IDHs) do Estado.

João Daniel informou que o canal ficará localizado entre os Estados de Sergipe e Bahia e terá extensão de 305 quilômetros e levará água para os municípios de Canindé do São Francisco, Nossa Senhora da Glória, Monte Alegre, Poço Redondo, Porto da Folha, Paulo Afonso e Santa Brígida, que historicamente sofrem com a seca. O projeto está orçado em R$ 2,2 bilhões e será executado pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Ele será dividido em três partes e consiste na captação e distribuição de água do rio São Francisco para os municípios de Sergipe e Bahia.

Segundo o deputado, a primeira parte terá 130 quilômetros de extensão e ligará Santa Brígida, na Bahia, a Poço Redondo, em Sergipe, beneficiando cerca de 70 mil pessoas. “Com a vazão máxima de 33 metros cúbicos por segundo, o Canal de Xingó terá sua nascente em Paulo Afonso, na Bahia”, disse, acrescentando que, de lá, por gravidade, a água percorrerá os primeiros 130 quilômetros do empreendimento até Poço Redondo, na área do perímetro de irrigação Jacaré-Curituba.

João Daniel destacou que os benefícios do Canal de Xingó se direcionam ao desenvolvimento da agricultura irrigada, fortalecimento do sistema de pecuária leiteira, agroindústria, apicultura e piscicultura. “Em soma, ainda alavancará o potencial turístico em toda área que cobre a região dos cânions de Xingó”, ressaltou.

Em seu pronunciamento, o deputado destacou que o ministro Fernando Bezerra afirmou que o canal de Xingó será a mais importante obra hídrica do Estado de Sergipe, levando a quantidade necessária de água e proporcionando a tão sonhada segurança hídrica para as cidades do semiárido. “Esse empreendimento vai gerar emprego, renda, criar condições para atrair o setor industrial, de serviços e comercial para Sergipe. É uma obra na qual o regime diferenciado de contratação há uma chance de ser viabilizado através a presidenta Dilma Rousseff”, disse. A expectativa é que o projeto seja concluído em sete meses.

O deputado João Daniel destacou a afirmação do governador em exercício, Jackson Barreto, de que este é um momento histórico para Sergipe, pois os projetos anunciados pelo ministro fazem parte da gestão Marcelo Déda, que tanto lutou para essas conquistas e que vêm mudando a realidade social e econômica do Estado. “O Canal de Xingó nascerá na região de Santa Brígida chegando a Poço Redondo e são R$ 2,2 bilhões de investimentos transformando em realidade o sonho do povo sergipano do semiárido”, disse Jackson Barreto na oportunidade, destacou o deputado. Ele acrescentou que o governador disse que com o canal não haverá mais caminhões pipa, pois a obra representa a libertação do povo da região semiárida.

João Daniel registrou também que desde o início dessa luta, há mais de 20 anos ele vem acompanhando. O deputado destacou artigo da secretária estadual de Desenvolvimento Urbano, Lúcia Falcon, com o título “Da Coroa do Meio ao Canal da Redenção”, publicado na edição de domingo do Jornal do Dia. Nele, a secretária frisa que o Canal de Xingó trará água para irrigação no sertão sergipano e baiano, destacando que é uma obra de suma importância para o desenvolvimento do nosso semiárido. Ela lembra que é uma longa jornada travada desde 2007 e faz uma comparação dessa obra com a realizada no bairro Coroa do Meio, em Aracaju, quando as famílias foram retiradas das palafitas para a construção de casas. “Quero parabenizá-la pelo artigo, onde faz um breve histórico do Canal de Xingó e a importância dele para o Estado de Sergipe”.

Campus da UFS
Além da obra do Canal de Xingó, o deputado acrescentou que outra obra importante para a região semiárido que foi compromisso da presidenta Dilma Rousseff durante a campanha presidencial foi a instalação de um campus da Universidade Federal de Sergipe (UFS) no Alto Sertão, obra que continua em pauta, pois será fundamental para o desenvolvimento da região. “A obra do Canal de Xingó vem numa hora fundamental e necessita do olhar da presidenta Dilma, junto com outra grande reivindicação da região, que é o campus da UFS no Alto Sertão”, complementou.

Ele disse que para os trabalhadores do campo, movimentos sociais, Territórios da Cidadania do Alto Sertão todos estão muito felizes com a assinatura do projeto executivo para o Canal e depois dela será dada a ordem de serviço para a execução.  “Confiamos e acreditamos que a presidenta Dilma dará prioridade e fará todo esforço para que todos os pequenos agricultores possam ser beneficiados, pois o Canal de Xingó será uma das obras mais importantes para a história deste Estado”, frisou.

Apartes
A deputada Maria Mendonça (PSB) aparteou o pronunciamento para parabenizar o colega por trazer essa pauta tão importante para a tribuna da Assembleia. Ela disse que estava presente ao ato quando a então candidata Dilma Rousseff prometeu aos sergipanos que priorizaria essas duas obras para o sertão sergipano. “Essa obra do Canal de Xingó, com certeza, dará um boom de desenvolvimento na região, porque toda ela ficará irrigada e a população terá qualidade de vida”, acrescentando que a ida da UFS para o sertão vai ajudar a região se desenvolver ainda mais, garantindo o crescimento do Alto Sertão de forma mais rápida.

“Esperamos que a presidenta de fato cumpra com sua palavra levando a UFS para lá, pois é uma luta de vários sergipanos que se empenharam e se empenham nesse sentido. Sou adepta de que a valorização e o crescimento vai se dar através da educação e a região do Alto Sertão será amplamente privilegiada e sua população, contemplada”, observou Maria Mendonça.

Outro deputado que aparteou o discurso foi José Franco (PDT), para parabenizar o governo do Estado, em nome do governador Marcelo Déda que se empenhou para que esse sonho do sertanejo com o Canal de Xingó se concretizasse. “Esse canal acaba com o problema do sertanejo que é a falta de água. De parabéns o governo do estado pela sensibilidade e o govenador pela luta em prol do desenvolvimento de Sergipe”, disse.

Quem também aparteou foi o deputado Antônio dos Santos (PSC) para se somar ao pronunciamento no sentido e comemorar essa conquista que Sergipe acaba de ter. Ele disse que o canal representa a redenção do Alto Sertão que tem terra boa de produzir, mas sem água não consegue isso. “Com água, o sertão é a região mais produtiva. Nossa alegria é que com isso o povo sertanejo não precisará mais se mudar para Aracaju para sobreviver nos períodos de estiagem. E que ele tenha na sua terra condições dignas para viver”, afirmou.

Antes de encerrar, o deputado João Daniel registrou a participação fundamental do governador licenciado, Marcelo Déda, para que o Canal de Xingó entrasse na lista de projetos prioritários para Sergipe junto ao governo federal. “Não tenho dúvida de que se não fosse sua firmeza no sentido de cobrança não teríamos essa obra que vai ser fundamental para o fortalecimento da economia de Sergipe”, destacou.

O deputado disse que acredita que no próximo verão já tenha alguma coisa da obra do canal pronta e assim passemos por um período de seca com menos sofrimento para a população da região semiárida. “Fico feliz com esta obra e por ter participado dela desde o início”, disse, ao parabenizar todos que apoiaram essa luta, como o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), o movimento sindical, Territórios da Cidadania e todos os parlamentares que ajudaram e lutaram juntos. “Ainda não é realidade, mas é um início e com recursos. Sergipe será, sem dúvida, mais forte e maior com projetos importantes como este”, frisou João Daniel.

Edjane Oliveira, da Assessoria Parlamentar