João Daniel comemora notícia de implantação do campus da UFS no Alto Sertão


Edjane Oliveira, da Assessoria Parlamentar*

 

Depois de anos de luta da juventude que mora no sertão de Sergipe, o sonho de ter na região um campus da Universidade Federal de Sergipe (UFS) está perto de se concretizar. É que na tarde da última quarta-feira, dia 28, o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, garantiu que será implantado o campus no sertão sergipano. O deputado João Daniel (PT), um dos grandes defensores desta causa, que sempre esteve ao lado da juventude para ver esta reivindicação atendida, participou da reunião, que aconteceu em Brasília, com o governador em exercício, Jackson Barreto.

 

Para o deputado, este é o início da concretização de um sonho para os jovens que querem dar continuidade aos seus estudos e precisavam se deslocar para Aracaju. No último dia 16, o Coletivo da Juventude Campo e Cidade Alto Sertão, juntamente com o deputado João Daniel, havia entregue ao governador em exercício uma carta assinada por 24 entidades, durante sua visita a Poço Redondo, pedindo apoio para a implantação do campus da UFS no Alto Sertão. Na oportunidade, segundo o deputado, houve o compromisso do governador Jackson Barreto de marcar audiência com o ministro da Educação e acompanhar essa solicitação.

 

Segundo informou o ministro durante a audiência, ainda no ano de 2014 a expectativa é que os primeiros cursos já estejam funcionando no novo campus. Entre os cursos que serão ofertados inicialmente, Agronomia e Veterinária. Para isso, Mercadante determinou que a diretora de Desenvolvimento da Rede de Instituições Federais de Ensino Superior do MEC, Adriana Rigon Weska, no próximo dia 15 venha a Sergipe.

 

Dois municípios da região podem abrigar o campus da UFS: Poço Redondo ou Nossa Senhora da Glória. Inicialmente, o governador em exercício disponibilizou a Escola Profissionalizante Dom José Brandão de Castro, recém-construída, em Poço Redondo, à disposição do MEC e da UFS. O Governo do Estado cederá às instalações e o Ministério da Educação ficará responsável pelo custeio.

 

Para o deputado João Daniel, a chegada do campus da UFS ao sertão sergipano vai trazer mais desenvolvimento à região. O semiárido de Sergipe é a maior bacia leiteira do Estado. Na produção agrícola, é o segundo maior produtor de milho e feijão. Em contrapartida, é o mais pobre do estado. Por isso a defesa para que a universidade pública chegasse a região, para possibilitar aos seus jovens e sua população em geral transformar o cenário árido e pobre em um local de desenvolvimento e conhecimento.

Luta antiga

Embora a resposta positiva para a implantação do Campus da UFS no Alto Sertão tenha vindo apenas 12 dias após a entrega do documento pelo deputado João Daniel e o Coletivo da Juventude, a luta para que a Universidade chegasse à região vem de muitos anos. A mobilização popular, com assinatura de moradores da região e de outros município, enfim, de quem defende a oferta de educação de qualidade e pública para os habitantes do sertão começou ainda em 2005, quando foi entregue um documento com mais de 40 mil assinaturas ao então presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, com este objetivo.

 

Durante toda trajetória de luta, o deputado João Daniel esteve sempre presente e buscando fazer o que fosse possível para que os jovens do Sertão vissem concretizado este desejo. Em agosto de 2011, houve um grande ato, no município de Nossa Senhora da Glória, com presença da população, quando foi assinado um termo de compromisso por gestores públicos da região, parlamentares e representantes de diversos setores do Estado e da UFS. Na avaliação do deputado, esse anúncio do ministro Mercadante é uma vitória, uma resposta extremamente positiva aos anseios daquela população e todos que se empenharam para isso.

 

Além do governador em exercício e do deputado estadual João Daniel, também participaram da audiência no Ministério da Educação os deputados federais por Sergipe Márcio Macedo e Fábio Reis

 

Fotos: Roberto Jayme