Indicados pelo deputado João Daniel recebem Medalha do Mérito da Superação “Flávio Primo”


 

Exemplos de vida, superação e determinação. Assim podem ser classificados os homenageados pela Assembleia Legislativa com a Medalha do Mérito da Superação “Flávio Primo”, entregue em solenidade realizada no início da noite da última segunda-feira, dia 21. A homenagem feita pela Casa, através da Comissão de Saúde, foi entregue a 14 pessoas que têm se destacado como exemplo de determinação e superação, mesmo diante das limitações causadas pela deficiência que possuem.

 

Dos 14 homenageados, dois deles foram indicados pelo deputado João Daniel: Adriana Maria dos Santos e Antônio Pereira de Lima. O parlamentar ressaltou que ambos são um exemplo na luta pela acessibilidade. “Os dois se mostram um grande exemplo de superação, coragem e respeito à nossa militância e à sociedade”, disse.

 

Sobre Antônio Pereira de Lima, o deputado destacou que Tonho de Milton, como é conhecido na sua região, há vários anos acompanha o Movimento dos Trabalhadores em Terra (MST), participando de todas as mobilizações e ações, mesmo com as dificuldades de ser cadeirante. “Mas é uma pessoa dedicada e sempre está presente e envolvido nas nossas mobilizações”, destacou.

 

Antônio Pereira de Lima é casado e pai de cinco filhos. No passado foi caminhoneiro. Com muito esforço e trabalho, adquiriu seu caminhão para trabalhar, mas quando faltava apenas uma parcela para concretizar o sonho de pagá-lo, foi vítima de roubo em uma das suas viagens pela rodovia Rio/Bahia. “Como era a única coisa que sabia e gostava de fazer, resolvi trabalhar mais uma vez como motorista empregado de alguém. Passaram-se dois meses no emprego e mais uma vez o destino me pregou uma peça e  no dia 17 de outubro de 2001, aos 42 anos, uma tragédia ocorreu em Montes Claros (MG), quando o caminhão com o qual trabalhava tombou e naquele acidente perdi as duas pernas”, contou.

 

Mesmo sem as pernas, depois do tratamento Antônio não desistiu. Voltou a Sergipe, conseguiu um Chevette antigo e o adaptou para que pudesse se locomover. “Mas esse carro um dia incendeia e me deixa na mão outra vez. Entrei no processo de adquirir um pedaço de chão e consegui num assentamento feito pelo governo. Adquiri uma caminhonete D 20 e a adaptei para que pudesse dirigi-la, o que faço muito bem e assim ajudo a sustentar minha família”, revelou, Antônio, que vive atualmente num assentamento de reforma agrária, em Carira, como agricultor.

 

Foi bastante emocionado que Antônio Pereira recebeu a medalha das mãos do deputado João Daniel. “Estou me sentindo muito honrado. É uma alegria muito grande receber essa homenagem na Assembleia. Estou sem palavras. Tenho muito que agradecer ao deputado João Daniel, que sempre tem ajudado muito”, afirmou.

 

Luta pela acessibilidade

De acordo com o deputado João Daniel, a indicação de Adriana Maria dos Santos partiu por ser ela uma militante histórica do Partido dos Trabalhadores, dos movimentos sociais e uma lutadora por uma sociedade acessível, que seja justa e igualitária, principalmente respeitando as pessoas com deficiência. “Adriana é uma militante exemplar”, frisou o parlamentar.

 

Natural de Aracaju, Adriana Maria dos Santos tem 42 anos, mas a deficiência física nunca foi limitação na sua vida. Na adolescência, teve que parar os estudos para cuidar da sua saúde, pois a escoliose que tinha estava lhe causando uma tortuosidade lombar, que, além do sofrimento que lhe impunha, influenciava a sua postura para sentar e impedia de levar seu cotidiano de forma natural.

 

Ao retornar aos estudos, prestou vestibular e concluiu o curso de Letras Português, em 2008, na Universidade Federal de Sergipe (UFS). Adriana fez pós-graduação em Didática e Metodologia do Ensino Superior, pela Faculdade São Luís de França, e atualmente cursa outra pós-graduação, em Gestão Pública, na mesma instituição, além do curso de Docência Superior.

Fotos: Ronaldo Sales
Edjane Oliveira, da Assessoria Parlamentar