Frente Parlamentar Ambientalista discute tratamento de resíduos sólidos


 

A partir de iniciativa do deputado estadual João Daniel (PT), foi realizada na tarde desta quinta-feira, 22, audiência pública sobre resíduos sólidos, no plenário da Assembleia Legislativa de Sergipe, Aracaju.  O evento também teve como objetivo a criação de um grupo de trabalho que tratará do Manual de Orientação para a Elaboração dos Planos de Resíduos Sólidos, elaborado pelo Ministério do Meio Ambiente e pelo ICLEI – Governos Locais pela Sustentabilidade.
De acordo com João Daniel, que idealizou e preside a Frente Parlamentar Ambientalista de Sergipe, aprovada recentemente pelo legislativo sergipano, os próximos desafios são muito grandes, principalmente em razão da necessidade de implementação de políticas relacionadas à questão dos resíduos sólidos. “A legislação federal que trata da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) prevê que até 2014 todos os municípios deverão elaborar os seus planos de gestão integrada de resíduos sólidos. Os prefeitos que não estiverem atentos para isto terão grandes dificuldades para conseguir recursos da União”, destacou.
Estiveram presentes no evento representantes das instituições públicas e privadas, além de organizações não governamentais, a exemplo da Fundação SOS Mata Atlântica, que realiza um trabalho de mobilização em todo o país sobre o assunto, em parceria com a Frente Parlamentar Ambientalista do Congresso Nacional e várias outras. “Sairemos de Sergipe muito felizes com a iniciativa do deputado João Daniel, que não tem medido esforços em contribuir com a luta ambientalista”, afirmou Rejane Pierati, representante da ONG. Na avaliação de Adriano dos Santos, que preside a Central de Cooperativas de Materiais Recicláveis do Estado de Sergipe, a realização de ações com esta são fundamentais para conscientizar a população e criar condições para que o tratamento dos resíduos sólidos seja cada vez mais ampliado e aperfeiçoado.
Participaram da audiência José Aragão (Ministério Público Estadual), Fátima Maynard (Superintendente de Qualidade Ambiental, Desenvolvimento Sustentável e Educação Ambiental da SEMARH/SE), Helena Rosário (FUNASA), Ricardo Osório (BNB), Esmeraldo Leal (MST), Lizaldo Santos (MOPEC), Omar Monteiro (sociedade Semear), Dalva Graça (MOTU), José Aparecido Santos (CTB), Adolfo Hubner (IMA), além de vários militantes do movimento ambientalista.