É preciso respeitar a história de Lula, afirma João Daniel


Aracaju, 19 de setembro de 2016

Na sessão da Câmara dos Deputados, nesta segunda-feira, dia 19, João Daniel lamentou a insistente tentativa de criminalização do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Para o parlamentar, é preciso que seja respeitada a história de Lula. Em seu discurso, o deputado fez referência à nota divulgada na semana passada pelo Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores, em que repudia a ação do Ministério Público Federal, através da Força Tarefa da Operação Lava-Jato, contra Lula.

 

“O que está ocorrendo com o presidente Lula faz parte da história do Brasil. Quando um pobre se organiza e dá exemplo de vida, como fez Luiz Inácio Lula da Silva, que é e será, por muitas e muitas décadas, o maior líder do Brasil, é preciso que se mude essa história. Então, há uma disposição, há tempos – e agora muito mais ofensiva –, para mudar o rumo da história do presidente Lula”, disse o deputado. João Daniel acrescentou que não se pode passar para o povo trabalhador, para a classe trabalhadora, os mais pobres, os operários, os camponeses, a impressão de que podem vencer na vida, como o Lula, que é um exemplo de homem que venceu na vida com luta e organização.
O deputado avaliou que há uma tentativa de não passar para a história que Lula foi o maior presidente da história do Brasil em todas as áreas. “Não tem comparação. É uma derrota atrás da outra ao se analisar os 500 anos da história do Brasil”, disse. Por conta disso, ressaltou João Daniel, é preciso juntar a grande mídia e humilhar o ex-presidente, persegui-lo e criar as condições para, se possível, prendê-lo. “É preciso criar as condições para Lula não ser candidato em 2018. É preciso dizer que quem manda, quem fez história, quem venceu no Brasil é rico. Essa história de que rico manda e pobre obedece mudou. É preciso respeitar a história de Lula. Lula é um homem honesto, coerente, correto, que o Brasil e o mundo conhecem”, afirmou.

 

De acordo como deputado João Daniel, está na imprensa de todo mundo o pedido pela saída de Michel Temer da Presidência da República, bem como o golpe que deram na presidenta Dilma e a humilhante forma de perseguir e massacrar o ex-presidente Lula. “O presidente Lula tem história, moral, dignidade, cabeça erguida e é a maior referência do povo brasileiro pela sua capacidade, pela sua honradez, pelo seu patriotismo e por tudo que representa, especialmente quanto aos mais pobres do campo e da cidade do Brasil. Nossa solidariedade ao presidente Lula, à dona Marisa Letícia e a toda a família. Ele é um homem honrado, de luta, que sempre terá a nós, o nosso partido e o povo brasileiro ao seu lado”, declarou.

 

Nota

Na nota, “o Partido dos Trabalhadores repudia a ação escusa deste indivíduo, cujo libelo, desprovido de provas e politicamente orientado, desrespeita direitos e garantias constitucionais, conspira contra a ordem democrática, estando a exigir providências legais contra sua parcialidade. Ao denunciar, confessadamente sem provas, o ex-presidente Lula e sua esposa, Marisa Letícia, além de Paulo Okamoto e outros cidadãos, o chefe dos procuradores sediados em Curitiba torna cada vez mais evidente o envolvimento de seu grupo na tramoia que levou ao golpe contra a presidenta eleita democraticamente. E desmascara sua intenção cavilosa, persecutória e autoritária, de antecipar, à margem da lei, um julgamento sumário e condenatório dos que elegeu, seletivamente, como vítimas”, diz a nota divulgada na semana passada.

 

Por Edjane Oliveira, da Assessoria de Imprensa