Deputado João Daniel registra 2º Congresso Camponês que acontece em Brasília


.

Na sessão desta quarta-feira, dia 22, da Assembleia Legislativa, o deputado João Daniel (PT) fez pronunciamento para registrar que hoje acontece em Brasília (DF) um grande ato nas ruas da capital federal que é o 2º Congresso Camponês do Brasil. Segundo ele, o evento é uma união dos trabalhadores e todos os povos do campo, que tem como lema “O encontro unitário dos trabalhadores e povos do campo, das águas e das florestas”.

O deputado disse que do congresso participam pescadores, líderes, comunidades quilombolas, pequenos agricultores, enfim, todos os trabalhadores que estão nas organizações. De acordo com o parlamentar petistas, mais de 8 mil lideranças participam do Congresso Camponês e de Sergipe partiu um grupo de cerca de 100 delegados de todas as regiões do Estado, onde estão participando de um grande debate sobre o modelo de agricultura no Brasil.

Além desse, outros temas que estão sendo tratados durante o evento são, conforme informou o deputado João Daniel, a importância da organização dos trabalhadores do campo e a importância da unidade das organizações na luta para a construção de um novo modelo de agricultura em nosso país. “A luta contra as grandes empresas internacionais que têm atuado nos últimos 20 anos com grande força, comprando empresas, terras e sendo donos de grande parte de toda riqueza que é exportada por nosso país e as consequências negativas dessa grande monocultura hoje produzida para as comunidades tradicionais e camponeses”, destacou o parlamentar.

João Daniel parabenizou a delegação de Sergipe que se encontra no Congresso Camponês, representando todas as organizações, bem como ter a certeza de que esse congresso possa trazer a unidade dos trabalhadores do campo para a construção de um grande projeto. Ainda em seu pronunciamento, o deputado João Daniel registrou a passagem do Dia Nacional do Folclore, comemorado hoje, para reconhecer a importância de todos os grupos culturais de todas as regiões do Estado e da região Nordeste do Brasil.

Edjane Oliveira, da Agência Alese (www.agenciaalese.se.gov.br)