Deputado João Daniel participa de audiência com ministro da Integração


Aracaju, 5 de fevereiro de 2015

O deputado federal João Daniel (PT) participou de audiência com o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, quando trataram de vários projetos para Sergipe. Entre os pontos discutidos durante a audiência, a realização de projetos e parcerias com o estado de Sergipe e Ministério, a questão do Canal Xingó, o projeto Jacaré-Curituba, a situação da região do Baixo São Francisco, em especial a situação dos produtores de arroz, pequenos projetos de irrigação em várzeas, principalmente as várzeas do rio São Francisco, e a criação de um sistema para abastecer a Lagoa dos Campinhos para as comunidades quilombolas. Em pronunciamento na sessão desta quinta-feira da Câmara dos Deputados, João Daniel registrou essa audiência no Ministério da Integração Nacional.

 

Além do ministro e do deputado, participaram da audiência, realizada na quarta-feira, dia 4, o secretário executivo do Ministério da Integração, Irani Ramos; o secretário de Irrigação do Ministério, Pedro Mousinho; o secretário de Infraestrutura Hídrica do Ministério, Osvaldo Garcia; o representante da Codevasf nacional, Ari de Menezes; e o representante da direção nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), Alexandre Conceição.

 

Para o deputado João Daniel, a situação dos produtores de arroz do Baixo São Francisco requer uma atenção especial, por isso seu empenho para solucionar a situação deles.

“Temos um compromisso com o Baixo São Francisco por ser uma das regiões mais pobres de Sergipe”, disse. Essa região do estado é rica em recursos naturais, onde vivem pescadores, comunidades tradicionais, quilombolas, assentamentos da reforma agrária, além da expressiva produção de arroz, mas ainda é pouco desenvolvida. São mais de 700 produtores nos perímetros irrigados de Propriá, Neópolis e Ilha das Flores.

 

Mas um dos grandes problemas dos rizicultores é o endividamento, resultado dos empréstimos tomados há anos. Por conta disso, eles não conseguem, hoje, acessar crédito nos bancos. Outra questão que também foi discutida durante a audiência do deputado João Daniel com o ministro da Integração foi a cadeia produtiva do arroz no BSF. Atualmente, a presença do atravessador é muito forte e os rizicultores acabam tendo que se submeter ao preço ofertado por ele. Falta estrutura para o beneficiamento. “E durante a audiência discutimos toda questão da cadeia produtiva do arroz, envolvendo a infraestrutura do projeto, armazenamento, necessidade de equipamento de colheitadeira para o projeto”, disse.

 

Vinda do ministro a Sergipe

Como encaminhamento da reunião, ficou marcada para o próximo dia 6 de março a vinda do ministro da Integração, Gilberto Occhi, e sua equipe a Sergipe para uma audiência. Ainda não foi definido o local onde vai ser realizada, podendo ser até na região. Desse encontro devem participar produtores e também outros órgãos públicos envolvidos na questão.

 

Lagoa dos Campinhos

Durante a audiência da última quarta, o deputado João Daniel tratou também da necessidade de criação de um sistema para abastecer a Lagoa dos Campinhos, no município de Amparo do São Francisco, região da comunidade quilombola Lagoa dos Campinhos. Segundo o deputado, esta é uma das mais importantes lagoas para as comunidades tradicionais que vivem, entre outras atividades, da pesca.

 

“É uma lagoa natural, mas que com o controle da vazão da barragem de Xingó feita pela Chesf reduziu seu volume de água e isso está criando prejuízos para a comunidade”, explicou. A expectativa é que com a criação desse sistema a lagoa passe a receber água do São Francisco, favorecendo a piscicultura e possibilitando a criação de um projeto de irrigação no seu entorno.

 

Canal Xingó

Em seu pronunciamento na Câmara, o deputado federal João Daniel destacou ainda outro ponto importante tratado na audiência com o ministro da Integração, que foi o Canal Xingó, pauta que o parlamentar vem acompanhando desde o início. Segundo ele, este é o mais importante projeto que Sergipe espera, pois vai beneficiar principalmente os municípios da região do Alto Sertão, além de alguns do estado da Bahia. “São cidades importante na agricultura familiar, com áreas de reforma agrária, a exemplo de Canindé do São Francisco, Poço Redondo, Monte Alegre, Porto da Folha e Nossa Senhora da Glória”, disse.

 

O deputado destacou que essa é principal produtora de leite de Sergipe e uma das principais bacias leiteiras do Nordeste e do Brasil, que concentra grande parte dos laticínios e pequenas queijarias, com uma pecuária desenvolvida, terras bem distribuídas e uma grande população rural. “Já acompanhamos e queremos acompanhar o desenvolvimento desse projeto”, disse, ao ressaltar que no final do ano passado o governo federal fez o lançamento do projeto, que já está em fase final do projeto executivo. “E com certeza será uma das grandes obras importantes para Sergipe.

 

Por Edjane Oliveira, da Assessoria de Imprensa