Deputado João Daniel apela para tramitação de projeto que aumenta o auxílio moradia


O deputado João Daniel (PT) destacou, em discurso feito na sessão desta quinta-feira, dia 26, a mobilização que está sendo realizada hoje pelo Movimento dos Sem Casa (MSC), Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos (MOTU) e Movimento Sem Teto. Na tribuna ele saudou as lideranças e os integrantes, que acompanharam a sessão nas galerias da Casa.

 

Sobre a situação das pessoas que aguardam moradia, o deputado João Daniel registrou e pediu o apoio da Assembleia, pois está tramitando na Casa o PL 282/2013, de sua autoria. A proposta pede o aumento do valor do auxílio moradia pago às pessoas que aguardam o recebimento das casas. O parlamentar informou que o projeto já foi discutido com membros do governo do Estado. “As famílias que estão recebendo esse auxílio ainda não têm suas casas e o valor recebido para o pagamento de aluguel está defasado. Por isso queríamos um aumento mínimo para R$ 600”, disse.

João Daniel destacou também que existem vários acampamentos de famílias sem moradia, que aguardam receber também o auxílio moradia. Ele citou o exemplo das que estão no edifício Casarão do Parque, no Centro de Aracaju, que a qualquer momento pode acontecer a reintegração de posse, além do acampamento no antigo frigorífico.

 

Segundo o deputado, o governo do Estado tem recursos, com possibilidade de buscar uma solução. “O governador Jackson Barreto mostrou vontade de resolver essa questão”, informou. João Daniel disse que também já conversou com o líder da bancada do governo na Assembleia, deputado Francisco Gualberto (PT), para que ele ajudasse a marcar uma audiência com o governador e as lideranças dos três movimentos para buscar uma solução para as famílias sem casa que estão vivendo nesses acampamentos.

 

“Portanto, gostaria de parabenizar esses movimentos que estão hoje passando aqui na Assembleia e que também vão à Superintendência de Patrimônio da União para mostrar a importância de doação de terrenos para a construção de casas”, disse, acrescentando que ainda há muitos terrenos da União em Aracaju que podem servir para construção de moradias.

 

O deputado informou ainda que os movimentos, nesse dia de ato, iriam ter uma reunião com o secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Carlos Melo. “Pedimos aqui a ajuda da presidência da Casa na tramitação desse projeto que trata do aluguel social e ao deputado Francisco Gualberto que nos ajude a viabilizar essa audiência entre o governador e os representantes dos três movimentos e sei que o governador vai ter sensibilidade com os movimento sociais”, frisou.

Edjane Oliveira, da Assessoria Parlamentar