Deputado destaca Fórum Social da Juventude e Apitaço em shoppings


O deputado estadual João Daniel (PT) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa hoje (28) para convidar a juventude sergipana para participar do 2º Fórum Social de Juventude de Sergipe, que acontecerá no dia 1º de dezembro, sábado, no Centro de Vivências da Universidade Federal de Sergipe. Trata-se de um espaço de debates e formulação de ideias que aborda os mais diversos problemas da sociedade sergipana, sobretudo aqueles que mais afetam os jovens. Entre os temas abordados, serão discutidos a Cultura Popular e Políticas de Igualdade Étnico-Racial, A Juventude como Sujeito de Direito, Justiça Social e Ambiental, Protagonismo Juvenil e Política Estudantil, além de apresentações artísticas.

O evento contará com a participação de vários movimentos sociais e estudantis. “Gostaria de parabenizar a juventude, porque são iniciativas como essa que leva os jovens a buscar oportunidades de espaço na política, nos movimentos sociais e construir uma sociedade onde o jovem não seja visto apenas como futuro, mas sim como presente”. João Daniel aproveitou a oportunidade para saudar o governador Marcelo Déda, que obteve informações de considerável melhora em seu quadro clínico. “Em nome da militância do Partido dos Trabalhadores, gostaríamos de manifestar nossa felicidade e nossa torcida para que ele possa se restabelecer e voltar a assumir com toda força e coragem o Governo do Estado”.

Repúdio – O deputado petista também convidou a sociedade sergipana, particularmente a aracajuana, a participar do Apitaço contra a cobrança do estacionamento nos dois shoppings da capital. O evento será amanhã, 29, a partir das 19h30 em frente ao Shopping Riomar e contará com a presença de diversas entidades, entre elas o DCE Fanese, CTB (Central dos Trabalhadores e trabalhadoras do Brasil), Sindicato dos Bancários de Sergipe, SINDGRÁFICO/SE, Sindicato dos enfermeiros, SINTRASE, Sindicato dos Radialistas  e a sociedade civil organizada.

João Daniel ressaltou que a cobrança de taxas para uso dos estacionamentos é mais um instrumento de geração de lucro por parte dos capitalistas. O deputado se solidarizou com todos os prejudicados pela situação e repudiou a cobrança, que leva os trabalhadores a pagar para trabalhar, os estudantes a ter o acesso à educação lesado e o direito da população ao lazer desrespeitado.  “Nós queremos deixar bem clara a nossa posição: após a perda da eleição na capital para dois representantes do empresariado e da elite sergipana, seria difícil que a cobrança da taxa fosse feita depois da posse do novo prefeito. Isso não passa de uma grande orquestração para marcar negativamente a administração do prefeito Edvaldo Nogueira”, destacou o deputado, que apóia o boicote popular aos shoppings da capital.