Centenário do Instituto Histórico é tema de palestra na AL


.

O centenário do Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe (IHGSE) foi tema de palestra na sessão de hoje, 2, na Assembleia Legislativa, a partir de requerimento do deputado estadual João Daniel (PT) – os cem anos serão completados na próxima segunda-feira, 6. O atual presidente da instituição, professor Samuel Barros, fez a exposição, numa espécie de levantamento histórico, e convidou a sociedade sergipana para a solenidade na próxima semana, quando será lançado o livro “A Casa de Sergipe”, de autoria do primeiro vice-presidente, professor Ibarê Dantas, que estava na sessão, nas companhias de Igor Leonardo (segundo vice-presidente) e Rivaldávio Lima (primeiro secretário).

“O que dá alma ao Instituto é a presença de estudantes e pesquisadores. Estudantes que buscam dados para seus trabalhos e estudantes e pesquisadores de cursos de graduação, mestrado e doutorado que produzem monografias, teses e dissertações. Sem contar outros setores da sociedade, pessoas que visitam o centro de Aracaju e que pensam Sergipe. Temos um rico e variado acervo que é produzido naquele local, onde se preserva a memória e se produz conhecimento”, disse o professor Samuel Barros.

O Instituto Histórico e Geográfico de Sergipe, carinhosamente referido por alguns dos seus sócios como “A Casa de Sergipe”, foi criado como uma associação civil sem fins lucrativos, no sentido de zelar pela memória do Estado, coletando documentos, discutindo problemas culturais e produzindo saber através de sua Revista publicada desde 1913. Inicialmente, seus membros se reuniam no salão do antigo Tribunal de Relação. Depois, estiveram em outros locais até quando foi construída sua sede inaugurada em abril de 1939.
Com informações da Agência Alese (www.agenciaalese.se.gov.br)