Audiência pública debate problemas da irrigação no Assentamento Jacaré/Curituba


 

 

 

 

 

10308901_764482866910192_2457158122942948187_n

Foto: Luiz Fernando

Os problemas da irrigação no Projeto de Assentamento Jacaré/Curituba foram discutidos em audiência pública realizada pelo mandato do deputado Estadual João Daniel (PT), na tarde da última quarta-feira, 21, no município de Canindé do São Francisco. Dela participaram as mais de 700 famílias assentadas desse PA, além de pessoas de outros assentamentos e comunidades do entorno do Jacaré/Curituba. A audiência também contou com a participação do secretário adjunto da Secretaria Nacional de Irrigação, do Ministério da Integração Nacional, Pedro Mousinho; o secretário executivo da Codevasf em Brasília, Luiz Augusto; superintendente regional em exercício da Codevasf em Sergipe, Gustavo Lopes.

De acordo com o deputado João Daniel, que propôs a realização desse encontro, o objetivo central da audiência foi discutir a questão da consolidação e término total da irrigação do Assentamento Jacaré/Curituba, bem como a sua gestão e a continuidade do projeto. Hoje, a irrigação no local beneficia 750 famílias, em torno de 3 mil hectares de terra. Esse total de famílias assentadas está no local desde 1997.

A questão relacionada à irrigação no assentamento foi bastante discutida. Depois de ouvidas todas as reivindicações dos assentados e feita a exposição dos problemas, foram propostas algumas soluções. Foi criada uma comissão, composta por membros do governo federal e do assentamento, para dar continuidade ao encaminhamento das reivindicações apresentadas.

1512806_764482920243520_7223874162487429682_n

Foto: Luiz Fernando

A audiência teve a participação de toda equipe que presta assistência técnica ao assentamento, prefeito Roberto Araújo, vereadores e secretários municipais de Poço Redondo, município em que se localiza 80% do assentamento Jacaré/Curituba. O superintendente do Incra em Sergipe, Leonardo Góes, e os diretores da Superintendência também participaram da audiência pública.

Entre os presentes, Gismário Nobre, representando a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro); Gislene Reis, da direção nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST); Esmeraldo Leal, da direção estadual do MST; João Gomes, presidente da Cooperativa dos Assentados do Jacaré/Curituba (Unituba); o consultor da Petrobras Biodiesel, Astor; Edmilson Cordeiro, gerente da Cohidro; o coordenador do CFAC, Cícero; e Givaldo Hipólito, da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Por Edjane Oliveira