“A classe trabalhadora está atenta à tentativa de golpe no Brasil”, afirma João Daniel


 

Aracaju, 1 de abril de 2016

 

Foto: Luiz Fernando

Milhares de sergipanos que defendem a democracia foram às ruas de Aracaju, na tarde desta quinta-feira, dia 31, para dizer, mais uma vez, que não vão aceitar a tentativa de golpe que está sendo orquestrada pela direita, setores conservadores e parte da mídia, na tentativa de derrubar o governo da presidenta Dilma Rousseff, legitimamente eleito pela maioria da população brasileira. O deputado federal João Daniel (PT) esteve presente ao ato, organizado pela Frente Sergipana Brasil Popular, e mais uma vez reafirmou a importância de o povo brasileiro estar ocupando as ruas, de cabeça erguida, dizendo não ao golpe e que a classe trabalhadora está atenta a tudo que está ocorrendo no Brasil. Cerca de 30 mil pessoas participaram do ato.

 

Em sua saudação durante a concentração da manifestação, que aconteceu na praça General Valadão, João Daniel parabenizou a postura corajosa dos advogados sergipanos que firmemente se colocaram contrários à decisão do Conselho Federal e da própria Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em serem favoráveis ao impeachment da presidenta. “Acompanhei, lá da Câmara, o bonito ato que os advogados realizaram essa semana contestando essa ação da OAB”, disse.

 

Foto: Márcio Garcez

Na sessão da Câmara nesta sexta-feira, dia 1, João Daniel registrou a realização do ato. Para o deputado, a praça tomada por sergipanos, militantes de movimentos populares, estudantes, juventude, centrais sindicais, tinha toda uma simbologia. “Representa a força da organização social. É o povo dizendo que não vai deixar que se percam todas as conquistas da classe trabalhadora e que não vai arredar o pé da rua nem vai se deixar enganar pelos golpistas”, afirmou João Daniel, ao afirmar que a determinação de todos é não deixar que a Constituição Federal seja rasgada.

 

O ato foi realizado justamente no dia que se completou 52 anos do golpe militar no Brasil. Os reflexos dos anos de chumbo no país ainda são sentidos até hoje, lembrou o deputado. “Muitos brasileiros se encontram até hoje sem ter sido enterrados, muitos pais e mães não conseguem dormir, desesperados, sem notícia de seus filhos. Por isso que nós dizemos não ao golpe, porque o que está em curso é um golpe pelos que querem retirar direitos dos trabalhadores”, afirmou João Daniel.

 

Para o deputado, é preciso acabar com o que vem fazendo a oposição, ao disseminar o ódio entre a população brasileira, com todo tipo de agressão, além da postura de desqualificar as manifestações, como se o povo não tivesse capacidade, não se organizasse nem tivesse coragem e conhecimento. “Se enganam, pois a classe trabalhadores está atenta a tudo que ocorre no Brasil e sabe que o que está ocorrendo é um golpe contra a presidenta que não cometeu nenhum crime”, colocou.

 

Por Edjane Oliveira, da Assessoria de Imprensa